Catarinenses serão espiões de Felipão

A seleção de Santa Catarina que enfrentará o Uruguai em amistoso neste sábado chegou a Montevidéu no final da tarde desta sexta-feira. A equipe tem como base o Joinville, bicampeão estadual. O treinador é Artur Neto, chamado a comandar a equipe como homenagem pelo desempenho do Joinville. Artur será um dos "espiões" de Felipão - o outro é o auxiliar técnico Flávio Teixeira, o "Murtosa", que também estará no Centenário. "É uma honra colaborar com a seleção", admitiu Artur, que recebeu da CBF material do Uruguai. "Como profissional, fico feliz em ajudar o Scolari." Após o jogo, o técnico da formação catarinense deve entrar em contato com o treinador da seleção principal e repassar-lhe informações sobre os adversários da semana que vem.O técnico uruguaio Victor Púa diz que o amistoso "será uma forma de avaliar como está nossa preparação". Ele está há dias está com grande grupo de atletas na concentração de La Posta del Lago, em Punta del Este, a 145 km da capital do país. O técnico trabalha com 33 jogadores, pois parte será aproveitada para a disputa da Copa América, de 11 a 29 de julho na Colômbia.Púa recebeu algumas críticas pelo fato de ter marcado jogo-treino contra uma formação brasileira. Há quem tema risco de contusão, a uma semana de jogo decisivo para o futuro do time na fase de classificação na América do Sul. O Uruguai tem 18 pontos, três a menos do que o Brasil, e está em quinto lugar. O técnico rebate com o argumento de que é melhor um teste forte, mas útil, do que uma infinidade de coletivos.

Agencia Estado,

22 de junho de 2001 | 22h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.