Católicos vetam instrumentos em torneio por barulho

Reclamações de moradores próximos ao estádio das partidas da Clericus Cup é o principal problema

Ansa

22 de janeiro de 2008 | 18h50

Os dirigentes da Copa Clericus - um torneio de futebol realizado por religiosos católicos na Itália - querem proibir a entrada de tambores, trombetas e outros instrumentos musicais no campo do Pontifício Oratório de São Pedro, devido a reclamações de moradores do distrito de Aurelio, onde o estádio está localizado.Segundo os vizinhos, os sacerdotes e seminaristas fazem barulho demais ao apoiar seus respectivos colegas futebolistas no Oratório (palco dos jogos do campeonato).Assim, os torcedores do Mater Ecclesiae provavelmente terão que deixar de lado seus "míticos" tambores, enquanto os admiradores do Seminario Romano Maggiore deverão abandonar o já tradicional megafone; já os aficionados do Urbano não poderão mais tocar música reggae.Os moradores da região pedem respeito à tranqüilidade pública, que, segundo a denúncia, vem sendo freqüentemente alterada pelos cantos do público que acompanha o campeonato.Apesar do pedido de silêncio, os seguidores do Red Mat, atuais campeões, já avisaram que darão seu apoio cantando o hino religioso "Alma Redemptoris Mater" na quarta edição da Copa, marcadas para os dias 26 e 27 de janeiro.Mesmo assim, espera-se momentos ruidosos no campeonato, principalmente entre ingleses e croatas, já que, pelo grupo B, o British Colleges United enfrenta o Ucro -- um time de sacerdotes da Croácia que conta com uma torcida numerosa e muito barulhenta. Mas, por enquanto, os croatas se comprometeram a apoiar a equipe rezando.

Tudo o que sabemos sobre:
Igreja Católica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.