Cautelosa, Uefa ainda não age contra Rússia por Crimeia

A Uefa garantiu nesta quarta-feira que não há um processo disciplinar aberto contra a Federação Russa de Futebol, apesar de três clubes da região da Crimeia, anexada pela Rússia, terem disputado partidas da Copa da Rússia, mesmo sem possuírem uma autorização.

Estadão Conteúdo

13 de agosto de 2014 | 12h17

A Federação de Futebol da Ucrânia pediu para a Fifa e a Uefa agirem depois que as partidas foram disputadas na última terça-feira. "Estamos em contato com ambas associações, mas não temos mais comentários a fazer nesta fase", disse a Uefa, nesta quarta-feira, em um comunicado oficial.

O Tavria Simferopol perdeu por 2 a 0 em casa para o SKChF Sevastopol, também um clube da Crimeia. O Zhemchuzhina Yalta também foi batido por 2 a 0, como visitante, pelo Sochi.

Os clubes estão envolvidos em um impasse político após deixarem o campeonato da Ucrânia depois do encerramento da última temporada europeia sem autorização da Uefa para participarem de competições na Rússia. Ainda assim, a Federação Russa anunciou que os três clubes entrarão na sua liga na terceira divisão.

As regras da Uefa barram "alianças" envolvendo clubes de diferentes associações, e a Fifa proíbe a interferência governamental no futebol.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolUefaRússiaCrimeia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.