Mailson Santana/Fluminense FC
Mailson Santana/Fluminense FC

Cauteloso com o físico, Ganso comemora gol e diz estar feliz no Brasil

Meia de 29 anos admite que está ainda aprimorando o condicionamento após pouco atuar na última temporada

Redação, Estadão Conteúdo

07 de março de 2019 | 16h22

Um dia após marcar o seu primeiro gol pelo Fluminense, Paulo Henrique Ganso evitou comparações com o gol de Renato Gaúcho, também marcado de barriga, em 1995. O meia do time tricolor marcou o terceiro gol da vitória sobre o Ypiranga-RS por 3 a 0, no Maracanã, pela Copa do Brasil.

"A felicidade foi grande por marcar o meu primeiro gol. Espero que seja o primeiro de muitos. Foi uma boa recordação, mas já deixei bem claro que o gol do Renato deu o título [estadual] para o Fluminense, enquanto o meu deu apenas uma classificação para o Fluminense", disse o meia.

Esbanjando sorrisos, Ganso diz estar feliz em voltar ao Brasil e jogar no Fluminense. E até atribuiu o seu gol ao momento mais favorável vivido em sua carreira, em comparação à passagem pelo futebol europeu, pelo Sevilla, da Espanha, e pelo Amiens, da França.

"Se fiz 2 ou 3 jogos de 90 minutos foi muito [na última temporada]. Quando você está feliz como hoje estou, é completamente diferente do que passei nesse período. Eu jogava, mas não estava feliz comigo mesmo. Acho que é até por isso que não tinha conseguido fazer gol", declarou.

Ainda buscando sua melhor forma física e técnica no Flu, Ganso foi substituído no segundo tempo. Mas garantiu que foi apenas por precaução. "Me preocupo muito com isso. Não sou mais um garoto, mas cuido muito do meu físico, do meu corpo, para poder jogar os 90 minutos todos os jogos. Ontem [quarta] já estava praticamente definida a classificação, conversamos e preferi sair", disse o jogador de 29 anos.

Questionado sobre a possível chegada do meia Nenê, Ganso fez elogios ao jogador, atualmente no São Paulo, e disse quer seria um bom reforço para o time carioca. "Se Nenê vier, será muito bem recebido. Todos nós sabemos da qualidade dele. Ele vai encontrar um ambiente muito bom no Fluminense", comentou.

Mais conteúdo sobre:
futebolFluminenseGanso

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.