Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Cauteloso contra o favoritismo, Palmeiras estreia no mata-mata

Time enfrenta nas quartas de final o Novorizontino, mesmo rival que eliminou nos dois últimos anos

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

23 de março de 2019 | 04h30

O Palmeiras começa o primeiro mata-mata da temporada respaldado pelos vários testes e observações feitos no time neste começo de ano e pelo histórico favorável contra o adversário. A partir das 17h deste sábado, fora de casa, a equipe volta a enfrentar nas quartas de final do Campeonato Paulista o Novorizontino, mesmo adversário de quem ganhou nos dois últimos anos.

O time do técnico Luiz Felipe Scolari inicia a reta decisiva do Estadual após testar 30 jogadores diferentes nos primeiros jogos do ano. O Estado realizou um levantamento de todas as partidas da equipe em 2019 e encontrou aspectos interessantes da estratégia do clube de revezar atletas. 

Os laterais, por exemplo, estiveram em campo pela mesma quantidade de tempo. Volantes e meias tiveram números parecidos de minutos jogados e os três goleiros receberam chance de mostrar valor. Quem sobressai é o atacante Dudu. A principal estrela do Palmeiras atuou em 74% dos minutos jogados pelo Palmeiras nesta temporada.

Munido da análise técnica e do conhecimento do elenco, Felipão conseguiu dar a vários atletas oportunidades para mostrarem serviço, já que 24 jogadores puderam atuar por no mínimo o tempo equivalente a duas partidas inteiras (180 minutos).

O variado elenco palmeirense dá a Felipão a chance de trocar jogadores sem perder o nível técnico em campo. A boa condição, no entanto, virou motivo de alerta para a equipe não se acomodar a condição de favorita contra o Novorizontino.

O zagueiro Antônio Carlos contou que o treinador conversou com grupo e avisou que o adversário de hoje tem como motivação se vingar das duas eliminações para o Palmeiras nos anos anteriores. "É a terceira oportunidade de eles darem a vida. Sabemos que o Novorizontino é uma equipe muito boa e rápida. Nós trabalhamos a maior parte da semana para fazer com que a gente não sofra tanto. Sabemos que será um jogo difícil fora de casa", disse.

Em 2017 e 2018, o Palmeiras passou pelo Novorizontino nas quartas de final com duas vitórias em cada um dos confrontos e placares confortáveis, com direito a uma goleada por 5 a 0 no ano passado, no Allianz Parque.

Após marcar contra o Novorizontino nos dois últimos anos, Dudu considera o momento atual bem diferente. "Este ano é outro campeonato, outro momento, e a gente sabe que serão duas partidas bem complicadas. O Novorizontino demonstrou muita qualidade na primeira fase do Paulista e não podemos bobear", disse o jogador.

A equipe do interior bateu na etapa de classificação o Corinthians e o Santos. Para atrair mais torcida, a diretoria do Novorizontino decidiu abrir cerca de metade da carga de 11,5 mil ingressos para a torcida do Palmeiras. A lotação deve ser total.

A partida de volta entre as equipes está marcada para a próxima terça-feira. O jogo será no Pacaembu porque o Allianz Parque receberá um show.

FICHA TÉCNICA

NOVORIZONTINO X PALMEIRAS

NOVORIZONTINO: Oliveira; Lucas Ramon, Everton Sena, Edson Silva e Paulinho; Adilson Goiano, Jean Patrick, Dudu Vieira e Murilo Henrique; Cléo Silva e Felipe Marques. Técnico: Roberto Fonseca

PALMEIRAS: Fernando Prass; Mayke, Antônio Carlos, Edu Dracena e Victor Luis; Felipe Melo, Bruno Henrique e Ricardo Goulart; Gustavo Scarpa, Dudu e Borja. Técnico: Luiz Felipe Scolari

Árbitro: Raphael Claus

Local: Jorge Ismael De Biasi, em Novo Horizonte

Horário: 17h 

Na TV: Pay-per-view

Para Entender

Guia do Paulistão 2019: tudo o que você precisa saber sobre a competição

Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo vão iniciar competição com menos de três semanas de pré-temporada

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.