Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Cauteloso, Thiago Santos pede Palmeiras atento até contra o lanterna

Volante projeta jogo difícil contra o Paraná fora de casa pela 35ª rodada

Estadão Conteúdo

16 de novembro de 2018 | 15h50

Com o Palmeiras muito próximo do título brasileiro, o volante Thiago Santos evita a euforia e o clima de festa da torcida. No domingo, a equipe enfrenta o Paraná, em Londrina, pela 35ª rodada do Nacional, e o jogador alerta inclusive para o fato de o adversário, lanterna do campeonato, já estar rebaixado à Série B do Campeonato Brasileiro.

"Eles não têm nada a perder, então temos de entrar ainda mais ligados nesse tipo de jogo. Não podemos achar que já ganhamos", disse o jogador, nesta sexta-feira.

O Palmeiras lidera o Campeonato Brasileiro com 70 pontos, cinco a mais do que o Internacional, segundo colocado. Em seguida, vem o Flamengo, com 63. Matematicamente, o Palmeiras não pode ser campeão no domingo. O título, no entanto, pode ser garantido antecipadamente na 36ª rodada, quarta-feira, diante do América-MG, no Allianz Parque.

"A gente está pensando jogo a jogo. Não podemos entrar no clima de já ganhou. Ainda há chance matematicamente de Flamengo e Inter ganharem, então temos de pensar que cada partida é uma final", disse Thiago Santos.

O Palmeiras está invicto há 19 rodadas do Brasileiro e igualou o recorde do Corinthians de 2017. Segundo o volante, no entanto, os jogadores não estão preocupados com essa marca histórica. "A gente não pensa em recorde. Pensamos na vitória. Todo mundo pensa em fazer história no clube. Ganhando, teremos uma maior invencibilidade."

O técnico Luiz Felipe Scolari fechou o treino desta sexta-feira e não deu pistas do time que levará a campo contra o Paraná. A imprensa teve acesso apenas ao aquecimento. O zagueiro Luan está suspenso. Edu Dracena é o mais cotado para assumir a vaga. Antônio Carlos corre por fora.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.