Vitor Silva / Botafogo
Vitor Silva / Botafogo

Cavalieri diz que lado emocional atrapalha o Botafogo: 'Nos perdemos após o gol'

Clube foi derrotado pelo Fortaleza por 2 a 1 e segue na vice-lanterna do Campeonato Brasileiro

Redação, Estadão Conteúdo

22 de novembro de 2020 | 22h19

Por mais que tente explicar, o experiente goleiro Diego Cavalieri não consegue entender a série negativa do Botafogo, que não vence há oito rodadas - três empates e cinco derrotas - no Brasileirão. Para ele, a sorte vai voltar somente com muito trabalho, apesar de o lado emocional estar atrapalhando.

"A gente vinha fazendo um jogo regular, mas daí sofremos um gol e o time não se achou. Nos perdemos em campo. Sofremos o segundo gol, inclusive, mas depois diminuímos e ainda lutamos até o fim atrás do empate, mas, infelizmente, não deu", comentou.

Mas o goleiro vê uma luz no fim do túnel, passando pelo esforço e pela melhora emocional do grupo que está sentindo a pressão dos maus resultados, o último deles a derrota por 2 a 1 para o Fortaleza, neste domingo, no Engenhão. "É preciso ter consciência de que a situação é delicada. Daí, é trabalhar muito e busca uma sequência de vitórias que possa nos tirar desta situação ruim na tabela", concluiu.

Para o meio-campo Caio Alexandre o resultado foi injusto, principalmente pelo primeiro tempo, que foi bom, segundo ele. "Tivemos uma boa intensidade, trocamos a bola com rapidez e faltou um pouco mais de acerto no último passe pra finalizar", concluiu.

O que está faltando para o Botafogo é mais pontos. São apenas 20 somados em 21 jogos disputados, que o deixa na penúltima posição da competição e sob grande ameaça de cair para a Série B de 2021.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.