Andrew Couldridge / Reuters
Andrew Couldridge / Reuters

Cazorla passará por novas cirurgias e não tem previsão para retornar ao Arsenal

Meiocampista tem problemas físicos recorrentes no tornozelo

Estadão Conteúdo

29 Novembro 2017 | 11h50

O meio-campista Santi Cazorla, do Arsenal, revelou nesta quarta-feira por intermédio das redes sociais que foi forçado à realizar um novo procedimento cirúrgico para corrigir uma lesão no tendão de Aquiles que o mantém afastado do futebol por mais de um ano.

+ Wenger garante que Alexis Sánchez e Özil permanecerão no Arsenal em janeiro

O jogador, de 32 anos, fez seu último jogo pelo clube londrino em outubro de 2016, na goleada por 6 a 0 sobre o Ludogorets, da Bulgária, em partida válida pela fase de grupos da Liga dos Campeões.

"Devido ao desconforto no tendão que vem me incomodando, nos últimos dias tive que me submeter a nova cirurgia. Vou ter que atrasar a data em que eu deveria retornar, mas ainda estou cheio de esperança e motivado para voltar a jogar futebol, que é a minha grande paixão", declarou o atleta em uma postagem na sua conta pessoal no Twitter.

Cazorla já passou por várias operações, sofreu redução de oito centímetros do tendão no tornozelo direito e quase perdeu o pé por contrair gangrena. O treinador do Arsenal, Arsène Wenger, disse recentemente em entrevista que a contusão do espanhol foi "a pior" que já havia visto em sua carreira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.