CBF acata liminar e suspende jogo da Série C entre Mogi-Mirim e Santa Cruz

Entidade recua após Betim conseguir na justiça comum o direito de continuar no campeonato

AE, Agência Estado

21 de outubro de 2013 | 19h00

RIO - Após eliminar o Betim-MG da Série C do Campeonato Brasileiro, a CBF recuou nesta segunda-feira e acatou liminar concedida pela Justiça comum que devolve o time mineiro à competição. Ao aceitar a decisão, a entidade cancelou a partida entre Mogi Mirim-SP e Santa Cruz-PE, poucas horas antes do início do jogo, marcado para as 19h desta segunda. "A partida Mogi Mirim x Santa Cruz, válida pelo Campeonato Brasileiro da Série C, está suspensa. Em acatamento ao determinado pelo mandado de cumprimento de Carta Precatória nº 2648/2013/MND, foram restituído ao Betim os seis pontos na tabela da classificação da competição", anunciou a CBF, em nota oficial.

Pela tabela da Série C, o Betim deveria ter enfrentado o Santa Cruz no fim de semana passado, em duelo válido pelas quartas de final. No entanto, a CBF eliminou o time mineiro da competição na semana passada ao acatar decisão da Fifa, que pediu punição ao clube brasileiro por causa de um imbróglio com o The Strongest, da Bolívia. Segundo a Fifa, o Betim não teria pago uma dívida contraída junto ao time boliviano referente à contratação do meia Pablo Escobar, ainda em 2008. Na ocasião, a negociação aconteceu com o Ipatinga, clube que se transferiu para Betim.

A CBF aceitou o pedido da Fifa e eliminou o Betim na quinta-feira passada, ao cassar seis pontos da equipe na Série C. Ao perder esta pontuação, o time mineiro foi superado pelo Mogi, que não havia se classificado inicialmente para as quartas de final. No mesmo anúncio, a CBF marcou o duelo do Mogi contra o Santa Cruz para esta segunda. Um dia depois, porém, o Betim obteve na Justiça comum o direito de permanecer na disputa da Série C. Somente nesta segunda a CBF reconheceu a decisão. A entidade, então, cancelou o duelo entre Mogi e Santa Cruz e avisou que o jogo entre Betim e a equipe pernambucana será remarcado "nos próximos dias".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.