CBF aceita mexer na tabela e confirma segundo teste no Itaquerão

Partida entre Corinthians e Cruzeiro, dia 29 de maio, será na nova casa corintiana devido a pedido da Fifa

Almir Leite, O Estado de S. Paulo

19 de maio de 2014 | 21h40

SÃO PAULO - O Itaquerão vai receber mais um evento-teste para a Copa do Mundo: o jogo entre Corinthians e Cruzeiro, dia 29 de maio, às 16 horas. O pedido foi feito na tarde desta segunda-feira à CBF, pela Fifa e pelo COL. A CBF aceitou mexer na tabela do Campeonato Brasileiro. A alteração estava sendo negociada desde a tarde desta segunda-feira com o time mineiro e a TV Globo.

Um dos principais objetivos para mais um jogo no estádio é testar as arquibancadas temporárias, que estão em fase final de conclusão. Os testes das instalações serão finalizados dia 27, mas o ideal seria observar o funcionamento dos setores, sobretudo em relação à segurança, numa partida oficial.

A iniciativa de fazer mais um jogo no estádio foi tomada na manhã desta segunda-feira, numa reunião do secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, com representantes do COL e do clube, realizada na Arena Corinthians. O dirigente chegou ao Brasil e foi direto para o estádio corintiano, para saber detalhes do evento-teste feito no domingo.

Valcke considerou o balanço positivo. Mas ficou incomodado com a empolgação dos organizadores de Corinthians x Figueirense. Por isso, decidiu "esfriar o clima'' e deixou claro que ainda há muito por fazer para que o estádio possa receber satisfatoriamente o jogo entre Brasil e Croácia, dia 12 de junho.

O dirigente tornou pública sua posição por meio do Twitter. "Um evento-teste não se compara em escala, necessidades e atenção global da abertura da Copa2014'', escreveu. "A Arena de São Paulo ainda precisa de 100% de empenho de todos para garantir a estrutura necessária para a abertura, uma partida que atrairá 65 mil pessoas no estádio e 1 bilhão na TV.''

Além disso, em 12 de junho o estádio, que domingo teve público pagante de pouco mais de 36 mil pessoas, receberá torcedores estrangeiros, pelo menos quatro vezes mais jornalistas (domingo foram 517 credenciados) e, principalmente, dezenas de chefes de Estado.

Como o recado foi o mesmo para os participantes da reunião - entre eles o CEO do Comitê Organizador, Ricardo Trade, e responsável pela obra, Andrés Sanchez -, passou-se a pensar em realizar novo evento-teste. Inicialmente, o alvo foi o jogo do Corinthians com o Botafogo, em 1.º de junho. Mas, como teria de haver inversão de mando, a ideia foi abortada.

Passou-se, então, a trabalhar a possibilidade do jogo com o Cruzeiro, pela oitava rodada, originalmente marcado para o dia 28, quarta-feira, às 22 horas, no Canindé. Seria o jogo da TV aberta (para Minas), por isso a necessidade da concordância da Globo. Realizar o jogo à tarde tem outros dois motivos fortes: o horário é próximo ao do jogo de abertura (17h) e a necessidade de testar o esquema de trânsito - os congestionamentos nos acessos ao Itaquerão foram o maior problema verificado domingo.

Até às 21h30 desta segunda-feira, o Corinthians não havia informado sobre a venda de ingressos para o jogo contra o Cruzeiro, o segundo evento-teste do Itaquerão antes da Copa.

RECOMENDAÇÕES

Valcke também deu várias instruções para a operação do Itaquerão - que vai passar à administração da Fifa amanhã. Quer dedicação máxima para que se façam os ajustes necessários de todos os problemas verificados ontem, por menores que tenham sido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.