CBF acerta contrato de 30 anos com novo patrocinador

Empresa de comércio farmacêutico é o 14º investidor da seleção

Estadão Conteúdo

13 de julho de 2015 | 17h20

A CBF anunciou nesta segunda-feira mais um patrocinador para a seleção brasileira. A Ultrafarma, empresa de comércio eletrônico do segmento farmacêutico, acertou contrato de 30 anos para se tornar o 14º patrocinador do time nacional.

A empresa não vai estampar o uniforme da seleção, mas deve exibir sua marca em placas e materiais de divulgação da seleção. "A empresa está associando a sua imagem a este símbolo de conquista, vitória e liderança que é a seleção brasileira", afirmou Sidney Oliveira, fundador e presidente da Ultrafarma.

Trata-se do 14º patrocinador da seleção, que perdeu dois apoiadores neste ano. A rede de supermercados Extra e a Nestlé não renovaram seus contratos. Por outro lado, a Vivo renovou até 2023, mesmo após os resultados decepcionantes da seleção na Copa do Mundo de 2014.

 

Para o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, a chegada de um novo patrocinador mostra que a imagem do futebol brasileiro não foi arranhada pela trágica goleada de 7 a 1 diante da Alemanha. A dolorosa eliminação na semifinal do Mundial completou um ano na semana passada.

"A seleção brasileira tem a história mais vitoriosa do esporte e o objetivo do nosso trabalho é levar, novamente, o nosso futebol ao ponto máximo. Um ano após o momento mais difícil da equipe, temos esse exemplo de confiança da Ultrafarma, um reconhecimento da seriedade na administração", disse Del Nero, sem mencionar a recente queda do Brasil nas quartas de final na Copa América.


Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.