CBF adia de novo decisão sobre Série B

A Série B do Campeonato Brasileiro continua uma incógnita e sua forma de disputa deve ser definida até quarta-feira, novo prazo estabelecido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O impasse deve-se à falta de recursos para a organização do evento. Se a proposta inicial de turno e returno vingar, com 46 rodadas, é possível que não haja dinheiro suficiente para hospedagem e passagens aéreas das delegações. Isso acarretaria outro problema: a provável desistência de alguns clubes de participar da competição.A Futebol Brasil Associados (FBA), responsável pelo campeonato, defendeu durante a semana mudança na forma de disputa: em vez de jogos de ida e volta, apenas um turno único, em que os oito melhores se classificariam para as quartas-de-final. Seria uma maneira de baratear os custos da competição.Mas os principais clubes na Segunda Divisão, Palmeiras e Botafogo-RJ, não concordam com a eventual alteração. O Palmeiras, diante de tantas indefinições, admite nem disputar a Série B. O clube carioca, de acordo com o presidente Bebeto de Freitas, já fez um trabalho de venda antecipada de cadeiras Vips para os 23 jogos em casa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.