Divulgação/CBF TV
Divulgação/CBF TV

CBF antecipa taxas para ajudar árbitros durante período de quarentena

Entidade deve repassar até R$ 900 mil como auxílio financeiro para juízes e assistentes

Redação, O Estado de S.Paulo

01 de abril de 2020 | 11h40

A CBF começa nesta quarta-feira um repasse à Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (Anaf) para ajudar os árbitros brasileiros durante esse período de paralisação do futebol pela pandemia do novo coronavírus. O recurso vem após pedido da própria Anaf, que entendeu ser necessário distribuir um auxílio financeiro para quem depende do dinheiro recebido pelo trabalho nas partidas.

O anúncio de repasse foi feito pelo presidente da Anaf, Salmo Valentim. A CBF vai pagar R$ 6 mil para quem é árbitro do quadro da Fifa, R$ 3 mil para a categoria AB e mais R$ 1,5 mil para quem for das categorias C e D. O valor total de todo o repasse é avaliado em cerca de R$ 900 mil. O montante é um adiantamento de taxas de arbitragem. Quando o calendário for retomado, a quantia repassada será descontada.

"O mundo vive um momento de incertezas por conta da proliferação do coronavírus. No futebol, com as competições suspensas, muitos árbitros foram afetados economicamente. Por isso, o presidente da CBF (Rogério Caboclo) não só entendeu a situação, como aceitou o nosso pleito", anunciou Valentim no Twitter. Fora a CBF, o presidente da Anaf disse que vai recorrer também a outros setores para conseguir aumentar o auxílio aos árbitros.  

Valentim contou que encaminhou ofício ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre, e ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, para que os árbitros possam ser contemplados em programas do governo federal voltados para profissionais que não trabalham com carteira assinada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.