CBF anuncia técnico da Sub-20 e libera Jô

Renê Weber foi anunciado nesta sexta-feira como o novo técnico da seleção brasileira Sub-20, que disputará o Torneio de Toulon, na França, um amistoso nos Estados Unidos, além do campeonato internacional de Busan, na Coréia do Sul, entre os dias 1º e 26 de junho.Além disso, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) liberou o atacante Jô, do Corinthians, somente para atuar no clássico contra o São Paulo, dia 30, pela 8ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com isso, o atleta será obrigado excursionar com a delegação.Depois de comandar o América no último Campeonato Carioca, Renê Weber não conseguia esconder a felicidade por receber essa chance na seleção Sub-20. "É um sonho. Joguei no Fluminense com o Branco (atual coordenador das categorias de base da CBF), que é meu amigo, e espero fazer um ótimo trabalho. O grupo é bom, até porque a maioria dos atletas, apesar de jovens, já são titulares em suas equipes", afirmou o treinador.Para ele, o Torneio de Toulon, entre os dias 1º a 10 de junho, servirá como preparação para o Mundial de 2005, na Holanda. "Estrearemos contra Portugal, que, assim como todas as equipes, poderá ter três jogadores acima de 21 anos. Nós optamos por não levá-los. Isso dá maturidade aos atletas", explicou Renê Weber, que, além do América, já dirigiu dois times: Arraial do Cabo (Rio) e Sporting Cristal (Peru).O gaúcho Renê Weber ainda não teve contato com o técnico da seleção brasileira principal, Carlos Alberto Parreira, que já foi seu treinador. Mas fez questão de elogiar a qualidade do trabalho realizado por ele. "Acho que é o melhor técnico do mundo?, disse.Sobre o caso do atacante Jô, Branco explicou que, após o término do clássico paulista, o jogador terá de se apresentar à seleção, que estará embarcando para a França. De acordo ele, o atleta do Corinthians vai se apresentar com os demais convocados na segunda-feira, na Granja Comary, onde o grupo ficará treinando. No dia 29, retorna a seu clube para enfrentar o São Paulo."Acertei tudo isso numa conversa com o presidente do Corinthians, Alberto Dualib. Inclusive, o dirigente nem pediu a liberação do meia Rafael, que vai permanecer com o grupo da seleção", ressaltou Branco, referindo-se ao outro atleta convocado do time paulista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.