Lucas Merçon/ Fluminense
Lucas Merçon/ Fluminense

CBF vende os direitos internacionais do Brasileirão de 2019 a 2022

Acordo vai render mais de meio bilhão de reais para o futebol brasileiro

Estadao Conteudo

27 de setembro de 2018 | 23h22

A CBF confirmou na noite desta quinta-feira, 27, que vendeu os direitos internacionais de transmissão e também de publicidade estática da Série A do Campeonato Brasileiro para os anos de 2019 a 2022. Segundo a entidade, o acordo vai render "mais de meio bilhão de reais" para o futebol brasileiro.

Os direitos foram negociados com a empresa BRFOOT Mídia S.A. E, segundo a CBF, a assinatura do acordo teve a participação de 18 clubes, cujos nomes não foram revelados pela entidade. O valor de R$ 500 milhões entrará no futebol brasileiro pelos "próximos quatro anos".

Parte deste valor será repassado aos clubes já neste ano, a título de luvas. A partir de 2019, eles vão receber um pagamento anual. "A divisão será feita de forma igualitária entre todos os clubes participantes", garantiu a CBF, para a qual o acordo será um "divisor de águas na geração de receitas aos clubes".

Ainda segundo a entidade, os clubes participaram de todo o processo de negociação. "A CBF conduziu de forma absolutamente transparente todos os passos desse processo que incluiu a instrução, análise e negociação das propostas recebidas. A empresa eleita foi definida por uma comissão de clubes escolhida pelos integrantes da Série A", disse a entidade, em nota.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.