CBF aplicará emenda e número de reservas sobe para 12

A CBF anunciou nesta quinta-feira que aplicará a partir do dia 1.º de janeiro de 2013 as emendas implementadas pela Fifa no fim do mês passado. Entre as principais alterações nas regras está o número de jogadores permitidos no banco de reservas, que subiu de sete para 12.

AE, Agência Estado

28 de junho de 2012 | 15h58

A principal entidade do futebol mundial já havia autorizado a implementação imediata destas mudanças, mas deixou a cargo de cada confederação nacional a opção de passar a utilizar estas regras a partir do ano que vem.

Atualmente o número máximo de reservas permitidos é sete, mas, a partir de 2012, cada treinador ganhará mais cinco opções - lembrando que o número de substituições está mantido em três. Com esta alteração, as federações terão seis meses para adequarem o espaço nos bancos de reservas dos estádios para 12 jogadores.

Outra mudança que chamou a atenção foi em relação à divulgação da escalação antes das partidas. Os técnicos das equipes poderão fazer alguma alteração na relação dos 11 jogadores que iniciarão o jogo sem comunicar o árbitro, diferentemente do que acontece hoje em dia. Isto pode fazer com que os treinadores ganhem uma nova artimanha para iludir o adversário.

A emenda ainda prevê uma alteração em lances de bola ao chão. Caso a bola seja chutada e entre no gol adversário, será concedido tiro de meta - hoje o gol seria confirmado. Se a bola for lançada contra o próprio gol, a outra equipe ganhará um escanteio - hoje seria anotado gol contra.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCBFFifaemenda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.