CBF: cartola confirma desvio de verba

A CPI da CBF/Nike recebeu hoje uma correspondência assinada pelo ex-presidente do Joinvile Esporte Clube, Marcio Wogelsanger, afirmando que os dois repasses de dinheiro feitos pela CBF ao clube catarinense nunca chegaram aos cofres do Joinvile. Segundo Wogelsanger, as remessas de R$ 50 mil e R$ 10 mil feitas respectivamente em 30 de novembro e 4 de dezembro de 98 "foram recebidas pelo vice-presidente regional da CBF, João Jorge Pio". Ainda de acordo com a correspondência de Wogelsanger o dirigente da CBF teria gasto R$ 600,00 com uma cirurgia no braço e R$ 702,00 com despesas médicas, "o restante o clube nunca recebeu apesar do Sr. Pio haver assinado um recibo no valor total de R$ 60 mil em nome do Joinvile Esporte Clube". O deputado Dr. Rosinha (PT-PR), disse que "nos próximos dias a CPI deve revelar outros repasses da CBF que a exemplo desse dinheiro do Joinvile nunca chegaram ao destinatário".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.