Divulgação
Divulgação

CBF descarta realização de jogos da Copa Sul-Minas-Rio em junho

No mesmo período será disputada a Copa América do Centenário

Marcio Dolzan, O Estado de S. Paulo

26 Janeiro 2016 | 19h40

A ideia de transferir as três últimas rodadas da Copa Sul-Minas-Rio para junho, durante a parada para a Copa América do Centenário, não deverá sensibilizar a CBF. No início da noite desta terça-feira, o secretário-geral da entidade, Walter Feldman, confirmou ter recebido a proposta, mas afirmou que o calendário do futebol brasileiro "é muito organizado" e que o período precisa ser utilizado para descanso dos jogadores.

A proposta de fazer a última rodada da primeira fase, os jogos das semifinais e a decisão em junho partiu de Francisco Novelletto, presidente da Federação Gaúcha de Futebol (FGF). Ele almoçou com os presidentes do Internacional, Vitorio Piffero, e do Grêmio, Romildo Bolzan Jr., e sugeriu as datas como alternativa. A ideia foi bem recebida pelos dirigentes da dupla Gre-Nal, que prometeram levar à discussão com os outros integrantes da liga.

Na CBF, porém, a proposta não deverá vingar. "O Novelletto me ligou para sugerir essas datas. Eu, inclusive, agradeci por ele ter discutido a liga com os dois clubes. Mas discuti muito com o nosso diretor de Competições (Manoel Flores)... Nosso Campeonato Brasileiro tem muitos jogos, o calendário já está cheio e os jogadores precisam de descanso. Não há possibilidade de se fazer isso", declarou Feldman, à reportagem do jornal O Estado de S. Paulo. "O atleta precisa ter direito a repouso. O futebol é muito organizado."

Para o secretário-geral, os seis jogos marcados para acontecer entre esta quarta e quinta-feira pelos clubes da Copa Sul-Minas-Rio precisam ser considerados como simples amistosos. Feldman descartou até mesmo a possibilidade de a competição como um todo ser vista como amistosa.

"Não existe torneio amistoso. Isso é um sofisma. Os jogos precisam ser encarados como um evento-teste para uma competição em 2017, aí sim oficial, com regras de acesso e descenso, sem convites."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.