Dolores Ochoa/ AP
Dolores Ochoa/ AP

CBF desmembra tabela do Brasileirão e Flamengo fará 2 jogos em intervalo de 50h

Time rubro-negro terá uma maratona de jogos pela frente e viverá algo que não acontece desde o começo dos anos 2000

Redação, Estadao Conteudo

30 de setembro de 2020 | 11h10

O Flamengo passará em outubro por uma situação pouco comum no futebol brasileiro nos últimos anos, mas que aconteceu muitas vezes nas décadas de 1990 e 2000. Pelo Campeonato Brasileiro, de acordo com a tabela feita pela CBF, o time rubro-negro terá de entrar em campo duas vezes, ambas no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, em um intervalo de apenas 50 horas.

A entidade divulgou na noite de terça-feira a tabela desmembrada da 16.ª à 20.ª rodada do Brasileirão e o que chama atenção é a proximidade de dois jogos do Flamengo. O clube carioca jogará na terça-feira, dia 13 de outubro, às 18 horas, contra o Goiás, em jogo atrasado da 11.ª rodada, e voltará a disputar uma partida na quinta, dia 15, às 20 horas, contra o Red Bull Bragantino, com um intervalo de 50 horas entre os dois confrontos.

Será a primeira vez que a CBF colocará em prática a nova orientação de tempo mínimo entre os jogos. Por conta da pandemia do novo coronavírus, a entidade e a Fenapaf (Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol) anunciaram a mudança no início de agosto, válida para toda a temporada de 2020. Até o ano passado, era necessário haver pelo menos 66 horas entre dois jogos do mesmo time. Com a alteração, é permitido jogar após 48 horas.

A medida é em caráter de exceção e será aplicada inicialmente apenas na Série A do Campeonato Brasileiro, mas poderá ser adotada em outras competições nacionais mediante consulta prévia. A redução ficará ainda limitada ao máximo de quatro partidas por equipe na competição e nenhum time poderá ter dois intervalos mínimos seguidos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.