Estadão
Estadão

CBF deve adiar mudanças nas regras do futebol para 2017

Alterações incluem punições mais duras para determinados lances

Marcio Dolzan, O Estado de S. Paulo

26 de abril de 2016 | 15h53

A CBF pretende adiar para o próximo ano a implantação de mudanças nas regras do futebol aprovadas pela International Football Association Board (IFAB), órgão responsável pelo tema, no mês passado. A Fifa estabeleceu que as mudanças passam a valer em 1º de junho, quando o Campeonato Brasileiro já estará em sua quinta rodada.

As mudanças incluem punições mais duras para determinados lances - uma tentativa de agressão no rosto, por exemplo, deverá ser punida com expulsão, enquanto que uma falta fora de campo na linha de fundo será considerada pênalti -, e uma mudança em meio ao Brasileirão ou à Copa do Brasil poderia gerar confusão.

"Faremos uma reunião para decidir se utilizaremos. Já ouvi os outros e sei que a tendência é que não seja aceito (este ano)", afirmou Sérgio Correa, presidente da comissão de Arbitragem da CBF, durante o seminário Somos Futebol - Semana de Evolução do Futebol, que está sendo realizado na sede da entidade.

Já a utilização do Árbitro de Vídeo (AV) ainda não está garantida para este ano. Inicialmente, a ideia da CBF era implantar o sistema já no início do Brasileirão, mas a IFAB apontou para a necessidade de treinamento e aquisição de equipamentos e pediu pelo menos cinco meses de prazo - o que jogaria o uso do AV para o returno. Agora, o órgão já cogita deixar para o próximo ano. A CBF deverá pleitear, pelo menos, o uso em alguns jogos, para teste.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.