CBF discute velhos problemas nesta 4ª

Enfrentar velhos problemas, como a falta de tempo para treinar, em um momento decisivo para a seleção brasileira é o desafio da comissão técnica, ao elaborar nesta quarta-feira, em reunião às 15 horas na Confederação Brasileira de Futebol (CBF), a programação para o jogo contra o Paraguai, pelas eliminatórias do Mundial de 2002. Ainda deve acontecer um encontro entre dirigentes para definir a mudança do local da partida, do Rio de Janeiro para Curitiba.Enquanto tenta um plano emergencial para salvar a seleção, a CBF dá mais um demonstração de incompetência: terá de fechar durante duas semanas porque não cumpriu a sua cota de racionamento. O técnico da seleção, Luiz Felipe Scolari, e seus auxiliares precisarão de criatividade para aumentar o tempo disponível para treinamento com o objetivo de se preparar para o jogo. Em data a ser definida, Scolari e o coordenador Antônio Lopes viajarão à Europa para pedir a dirigentes estrangeiros a liberação com antecedência de jogadores - mesmo procedimento que se revelou ineficaz com Emerson Leão.Como dificilmente contará com os ?estangeiros? europeus, a comissão técnica não deverá marcar amistosos no mês de julho. Mais uma baixa: a presença de Ronaldo contra o Paraguai está definitivamente descartada com a recusa, oficial, da Inter em cedê-lo.Outro encontro que deve acontecer, nesta quarta-feira, será entre o presidente da Federação Paranaense de Futebol (FPF), Onaireves Moura, e o presidente da CBF, Ricardo Teixeira. Na reunião, eles podem definir a transferência do jogo com o Paraguai do Rio para Curitiba, onde seria realizado no Estádio Couto Pereira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.