Lucas Figueiredo/CBF
Lucas Figueiredo/CBF

CBF divulga calendário exclusivo do futebol feminino para temporada de 2020

Ao todo serão cinco competições em âmbito nacional na próxima temporada

Redação, O Estado de S.Paulo

20 de novembro de 2019 | 14h22

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou nesta quarta-feira, pela primeira vez, o calendário do futebol feminino de forma exclusiva. Ao todo serão cinco competições em âmbito nacional durante a temporada de 2020.

Destes eventos, dois serão na categoria adulta e três na base, movimentando 96 equipes em 382 jogos por toda a temporada. A ideia da entidade é deixar reservadas, na programação, dias para contemplar datas Fifa e competições que envolvam a seleção brasileira em todas as categorias.

Estão mantidas as duas divisões no Campeonato Brasileiro - Séries A1 e A2 -, sendo que este ano a principal contará com a presença de São Paulo, Palmeiras, Cruzeiro e Grêmio, que conseguiram o acesso da Série A2 este ano e se juntarão a Corinthians, Santos, Flamengo e Internacional, clubes tradicionais que já disputaram o título nacional este ano, vencido pela Ferroviária-SP.

Na Série A2, que dará lugar a 36 equipes na disputa novamente por quatro lugares na elite em 2021, conforme a CBF, a proposta é contar cada vez mais com times de todas as regiões do Brasil.

"O futebol feminino é prioridade para a CBF. Este ano avançamos no calendário, especialmente com a reformulação das duas séries do Campeonato Brasileiro Adulto e o início de competições nacionais de base Sub-18 e Sub-16. E vamos continuar direcionando atenção e investimentos em escala inédita para fomentar seu crescimento em todo o País", comentou Rogério Caboclo, presidente da entidade.

Além dos campeonatos Sub-18 e Sub 16, o Torneio de Desenvolvimento Sub-14, organizado em parceria com a Conmebol em 2019, ganhará mais uma edição en 2020.

Para Entender

Programação de tv

Veja as principais atrações esportivas do dia

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.