Lucas Figueiredo/CBF
Lucas Figueiredo/CBF

CBF divulga calendário exclusivo do futebol feminino para temporada de 2020

Ao todo serão cinco competições em âmbito nacional na próxima temporada

Redação, O Estado de S.Paulo

20 de novembro de 2019 | 14h22

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou nesta quarta-feira, pela primeira vez, o calendário do futebol feminino de forma exclusiva. Ao todo serão cinco competições em âmbito nacional durante a temporada de 2020.

Destes eventos, dois serão na categoria adulta e três na base, movimentando 96 equipes em 382 jogos por toda a temporada. A ideia da entidade é deixar reservadas, na programação, dias para contemplar datas Fifa e competições que envolvam a seleção brasileira em todas as categorias.

Estão mantidas as duas divisões no Campeonato Brasileiro - Séries A1 e A2 -, sendo que este ano a principal contará com a presença de São Paulo, Palmeiras, Cruzeiro e Grêmio, que conseguiram o acesso da Série A2 este ano e se juntarão a Corinthians, Santos, Flamengo e Internacional, clubes tradicionais que já disputaram o título nacional este ano, vencido pela Ferroviária-SP.

Na Série A2, que dará lugar a 36 equipes na disputa novamente por quatro lugares na elite em 2021, conforme a CBF, a proposta é contar cada vez mais com times de todas as regiões do Brasil.

"O futebol feminino é prioridade para a CBF. Este ano avançamos no calendário, especialmente com a reformulação das duas séries do Campeonato Brasileiro Adulto e o início de competições nacionais de base Sub-18 e Sub-16. E vamos continuar direcionando atenção e investimentos em escala inédita para fomentar seu crescimento em todo o País", comentou Rogério Caboclo, presidente da entidade.

Além dos campeonatos Sub-18 e Sub 16, o Torneio de Desenvolvimento Sub-14, organizado em parceria com a Conmebol em 2019, ganhará mais uma edição en 2020.

Para Entender

Programação de tv

Veja as principais atrações esportivas do dia

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.