CBF encerra polêmica Ronaldo x Pelé

A diretoria da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) decidiu encerrar a polêmica sobre a recontagem de gols de Pelé na seleção. Só vai tomar esse procedimento se houver alguma solicitação oficial. A confusão teve início com declarações de Ronaldo, de que a entidade já estaria fazendo uma revisão da marca alcançada por Pelé na equipe - de acordo com o site oficial da CBF, o ?rei? fez 95 gols com a camisa verde e amarela. Ronaldo tem até o momento 49 gols pela seleção principal e seis pela sub-23 e questiona 18 dos que foram marcados por Pelé - em jogos contra clubes e seleções regionais. Desta forma, pelos cálculos do atacante do Real Madrid, ele estaria com 55, contra 77 de Pelé. O artilheiro da Copa do Mundo de 2002 disse que não teve a intenção de desafiar Pelé, apenas a de traçar mais um objetivo em sua carreira: a de se tornar o principal goleador da história da seleção. Ele também quer superar Pelé em número de Copas do Mundo - Ronaldo esteve presente em 1994, 1998 e 2002. Pelé disputou quatro edições da competição. Em nenhum momento, a CBF deu início à recontagem oficial de gols de Pelé na seleção, embora a Assesssoria de Imprensa da entidade tenha, informalmente, feito um levantamento parcial dos tentos assinalados pelo ?rei?. A repercussão negativa do que teria sido interpretado por ex-jogadores e público em geral como uma afronta de Ronaldo a Pelé levou a direção da CBF a manter o que consta na sua página oficial da internet. E assim evitar um desgaste na relação dos dois ídolos do futebol brasileiro. Portanto, Pelé continua com 95 gols pela seleção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.