Marcio Fernandes/Estadão
Marcio Fernandes/Estadão

CBF espera contato oficial do movimento dos jogadores

Assessor de comunicação da entidade afirma que, por enquanto, o que se vê é uma 'ação midiática'

LEONARDO MAIA, Agência Estado

24 de setembro de 2013 | 19h17

RIO - A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) não quis se manifestar sobre o movimento dos jogadores que pede mudanças no calendário nacional. Segundo o diretor de comunicação Rodrigo Paiva, a entidade espera receber um comunicado oficial dos atletas para se posicionar sobre o assunto e agendar uma possível reunião para discutir o caso.

Nesta terça-feira, um grupo com 75 jogadores dos principais clubes do futebol brasileiro, incluindo grandes nomes como Rogério Ceni, Alexandre Pato, Dedé, Dida e Juninho Pernambucano, divulgou um comunicado para anunciar que iria agir de forma organizada para discutir o calendário do ano que vem, apresentado pela CBF na semana passada.

Na nota divulgada para a imprensa nesta terça-feira, o movimento dos jogadores reivindicou uma reunião com a CBF para tentar alterar o calendário, que prevê cinco dias de pré-temporada em 2014 se for cumprida a lei trabalhista que determina 1 mês de férias. Eles defendem também um número máximo de partidas a serem disputadas por mês.

Mas, apesar da grande repercussão do caso na imprensa, a CBF ainda espera um contato oficial do movimento dos jogadores para se posicionar. Rodrigo Paiva explicou que, por enquanto, o que se vê é uma "ação midiática". Ele ressaltou, porém, que o presidente da entidade, José Maria Marin, está sempre disposto a conversar com os atletas.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolcalendárioCBF

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.