CBF lança tabela detalhada e mantém Betim na Série C

Time havia sido punido pelo não pagamento de uma dívida com o The Strongest

Agência Estado

15 de março de 2014 | 12h04

RIO - Após ter suspensas as tabelas das Séries C e D, a CBF divulgou o novo documento que apresenta as primeiras rodadas da terceira divisão, incluindo o Betim na competição. O time mineiro havia sido o motivo da suspensão das tabelas, por decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), por ter recuperado na Justiça comum a vaga na Série C após ter sido rebaixado à Série D.

Na nova tabela, o Betim aparece com um asterisco para identificar que está "sub júdice por determinação do STJD", conforme aparece no próprio documento. Ou seja, o clube ainda poderá ser removido da competição para disputar a quarta divisão. A CBF não informou quando o caso será finalmente decidido pelo tribunal.

O Betim foi rebaixado à Série D em novembro do ano passado, por decisão da Terceira Comissão Disciplinar do STJD. O tribunal puniu o time mineiro em virtude do não pagamento de uma dívida ao The Strongest, da Bolívia, referente à transação do atacante Pablo Escobar. A sanção, prevista no Código Disciplinar da Fifa, foi confirmada pelo Pleno em fevereiro deste ano.

O clube, então, acionou a Justiça comum e a 4ª Vara Cível de Betim concedeu decisão favorável ao clube mineiro. A CBF acatou a determinação e, ainda no mês passado, divulgou a tabela da Série C com a presença do Betim. O STJD, contudo, não aprovou a decisão e decidiu pela suspensão das tabelas tanto da Série C quanto da Série D.

Depois desta decisão, o tribunal recuou e decidiu liberar a publicação da tabela da terceira divisão, confirmando a inclusão do Betim. Pela definição da CBF, que não alterou a programação dos jogos, a equipe mineira fará sua estreia na competição no dia 27 de abril, contra o Cuiabá, fora de casa.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCBFSérie CIpatingaBetim

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.