Ignasi Paredes/Divulgação
Ignasi Paredes/Divulgação

CBF libera GPS no Brasileirão, mas veta uso durante os jogos

Decisão entra em vigor já durante a 1ª rodada do Nacional

O Estado de S.Paulo

11 de maio de 2016 | 11h37

Na sequência de um pedido formal realizado pela diretoria do Bahia, a CBF decidiu liberar o uso de GPS no uniforme dos jogadores. Segundo matéria publicada pela ESPN nesta quarta-feira, a confederação, no entanto, veta que os dados sejam coletados no decorrer das partidas. A análise deverá ser feita somente ao final dos jogos ou no intervalo. 

Um ofício já teria sido enviado aos clubes informando a decisão, válida para o Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil, que entra em vigor já neste final de semana na primeira rodada do Nacional. De acordo com a CBF, outros clubes já haviam pedido a regulamentação do aparelho. A comissão técnica dos clubes não são autorizadas a utilizarem aparatos eletrônicos à beira do campo. Qualquer violação da regra será punida pela junta de arbitragem.

Diversos clubes, do Brasil e de exterior, já fazem o uso do dispositivo. Localizado geralmente em calções, camisetas ou peças embaixo dos uniformes, o GPS serve para monitorar a movimentação e velocidade média dos jogadores durante as partidas. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.