CBF limita venda de ingressos para jogo contra Bolívia

Apesar de o Estádio do Engenhão ter capacidade de receber 45 mil espectadores, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) vai pôr à venda apenas 29 mil ingressos para o torcedor comum assistir o jogo do Brasil contra a Bolívia, no dia 10 de setembro, pelas Eliminatórias Sul-Americanas.Um terço da carga máxima cerca de 16 mil lugares - está comprometido e não vai para as bilheterias. Seis mil entradas serão destinadas a empresas; 5 mil, a parceiros da CBF; 1 mil, para ampliar a área de imprensa; e 4 mil, para gratuidade garantida por lei para senhores acima de 65 anos e crianças menores de 12 anos.A entrada mais cara custa R$ 200, e a mais barata, R$ 30. A venda dos ingressos começa neste sábado em cinco pontos do Rio e na Internet pelo site da Ticketmaster (www.ticketmaster.com.br). Para evitar a ação de cambistas, cada pessoa poderá comprar no máximo dois ingressos e terá de apresentar o CPF.A segurança será reforçada: 600 policiais militares atuarão dentro e fora do estádio. A Guarda Municipal destinará 125 homens para cuidar do esquema de trânsito, e 77 bombeiros estarão de prontidão no estádio. O estacionamento do Engenhão não será aberto ao público. Funcionará apenas para imprensa e autoridades. Os torcedores terão de usar transporte coletivo (metrô, trem e ônibus, que terão linhas de integração) para chegar ao local.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.