CBF: México paga mas exige estrelas

A seleção brasileira de futebol deverá receber US$ 800 mil pelo amistoso contra o México no dia 30 de abril, na cidade de Guadalajara, mas estará obrigado a levar para o estádio Jalisco ?todas as suas estrelas?. A advertência foi feita nesta quarta-feira pelo presidente da Federação Mexicana de Futebol, Alberto de la Torre. O dirigente informa ainda que o contrato só será assinado, depois de conhecer a lista de jogadores convocados pelo técnico Carlos Alberto Parreira. De la Torre reconhece que o valor é alto, ?mas só é assim porque eles devem trazer seus principais jogadores?, lembrou. De la Torre diz que pretende pagar a conta com órgãos oficiais e empresas estatais sediadas na região. Guadalajara fica a 575 quilômetros da capital mexicana e foi escolhida porque a prefeitura liberou os preços dos ingressos. Depois do Brasil, o México vai enfrentar a seleção dos Estados Unidos. Este jogo está marcado para o dia 8 de maio, em Houston, Texas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.