CBF muda árbitro do jogo Goiás x São Paulo

A suspeita de uma tentativa de manipulação de resultado fez a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) alterar neste sábado o árbitro do jogo Goiás x São Paulo, que acontecerá na tarde deste domingo, no Estádio Bezerrão, no Distrito Federal. Assim, após realização de novo sorteio, Wagner Tardelli Azevedo (Fifa/SC) foi substituído por Jailson Macedo Freitas (BA).A partida deste domingo no Bezerrão, válida pela última rodada do Brasileirão, é decisiva para o campeonato. Afinal, o São Paulo depende apenas de um empate com o Goiás para ser o campeão - o outro time que disputa o título é o Grêmio, que joga no mesmo horário contra o Atlético-MG, no Estádio Olímpico, em Porto Alegre.Segundo a CBF, a inusitada mudança do árbitro aconteceu após uma denúncia sobre uma tentativa de manipulação de resultado do jogo no Bezerrão. Apesar de reconhecer "a lisura e o caráter do árbitro Wagner Tardelli", a entidade resolveu fazer a alteração para preservar o próprio e garantir a "transparência" da disputa, realizando um sorteio às pressas neste sábado, no Rio.A CBF não deu maiores detalhes sobre o caso, revelado, segundo o comunicado da entidade, apenas na manhã deste sábado. Mas o presidente Ricardo Teixeira prometeu apurar a denúncia para descobrir os possíveis envolvidos e aplicar punição rigorosa caso seja confirmada a tentativa de manipulação do resultado do jogo."Estou preparado e em condições de apitar o jogo. Mas em função desses acontecimentos, que tenho certeza de que o presidente Ricardo Teixeira vai apurar até o fim, a CBF fez bem em realizar um novo sorteio. Além do que, eu sou o primeiro interessado em que tudo seja devidamente apurado", afirmou Wagner Tardelli, em comunicado divulgado pela entidade.No sorteio com Djalma Beltrami (FIFA/RJ), Jaílson Macedo Freitas foi o escolhido para apitar o jogo mais importante do Brasileirão. Não houve, no entanto, mudança nos dois assistentes de arbitragem que irão trabalhar neste domingo no Bezerrão: Alessandro Rocha Matos (FIFA/BA) e Milton Otaviano dos Santos (FIFA/RN).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.