Lucas Figueiredo/CBF
Lucas Figueiredo/CBF

CBF muda horário do 2º jogo da final da Copa do Brasil entre Palmeiras e Grêmio

Primeiro jogo da decisão não sofreu alterações e segue marcado para este domingo, às 16 horas, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre

Redação, Estadão Conteúdo

23 de fevereiro de 2021 | 09h20

A diretoria de competições da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) confirmou, na noite de segunda-feira, uma mudança de horário nas finais da Copa do Brasil. O segundo jogo, marcado para o dia 7 de março, um domingo, começará às 18 horas, no  Allianz Parque, em São Paulo. A partida ocorreria a partir das 16 horas, mas a entidade alegou ajuste de tabela para justificar a alteração. O primeiro jogo da decisão da competição nacional segue marcado para este domingo, às 16 horas, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

Os duelos serão realizados após o fim do Campeonato Brasileiro e já com o calendário da temporada de 2021 em andamento - os estaduais, por exemplo, já começam neste final de semana. Assim, Palmeiras e Grêmio já tiveram seus jogos adiados pelo Paulistão (contra o São Caetano) e pelo Campeonato Gaúcho (contra o Caxias), respectivamente.

As datas da decisão da Copa do Brasil foram confirmadas após o título da Copa Libertadores conquistado pelo Palmeiras, no final de janeiro, com vitória sobre o Santos, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. Como participaria do Mundial de Clubes da Fifa alguns dias depois, em fevereiro, no Catar, o clube paulista teve uma série de jogos adiados.

O Grêmio garantiu presença na Libertadores de 2021 com a vitória sobre o Athletico-PR, no último domingo, pelo Brasileirão, mas ainda nas fases preliminares. Nesta quinta-feira contra o Red Bull Bragantino, em Bragança Paulista (SP), usará uma equipe reserva para preservar os titulares antes da primeira final contra o Palmeiras.

Caso conquiste a taça, esta será a quarta vez que o Palmeiras se consagrará campeão da Copa do Brasil. Se o Grêmio vencer, igualará o Cruzeiro como o maior vencedor da competição, com seis títulos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.