CBF não vai liberar ?estrangeiros?

O coordenador-técnico da seleção brasileira, Antônio Lopes, confirmou que o Barcelona solicitou hoje à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) a liberação do meia Rivaldo do amistoso contra o Panamá, no dia 9, em Curitiba, preparatório para a partida decisiva pelas eliminatórias do Mundial de 2002, contra o Paraguai, dia 15, em Porto Alegre. Lopes foi taxativo ao afirmar que nenhum atleta será cedido, mesmo que os clubes recorram à Fifa. "O Marco Antônio (Teixeira, diretor da CBF) já conversou com dirigentes da Fifa, dizendo que o Brasil não está em condições de liberar ninguém para esse jogo, que é importante para nossa classificação", explicou Lopes. Ele informou que nenhum clube alemão solicitou à CBF a dispensa de seus jogadores. "Antes do Barcelona, somente o Parma pediu a a liberação do Júnior (lateral-esquerdo), com o que também não concordamos". A negativa do Bayer Leverkusen, do zagueiro Lúcio, do Bayern de Munique, do atacante Élber, além do Hertha Berlim, do atacante Marcelinho Paraíba, de liberar seus jogadores para a seleção foi um caso dado por encerrado por Lopes. O coordenador-técnico voltou a afirmar que eles são obrigados a ceder seus atletas, sob pena de sanção e suspensão para ambos, pelo estatuto de transferências de jogadores da Fifa. "Não vou me preocupar com isso." Para Lopes, o período de uma semana de treinamentos e o amistoso contra o Panamá serão suficientes para que o técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, prepare um "bom time" para o confronto contra os paraguaios. O coordenador-técnico frisou que, além de vencer esta partida, o Brasil precisa sair vitorioso dos dois outros jogos (Chile e Venezuela) disputados em casa, para não precisar decidir sua ida à Copa jogando na Argentina e na Bolívia. Mesmo tendo o Rio de Janeiro como candidato à sede do confronto contra os chilenos, previsto para o dia 6 de outubro, Lopes mostrou-se favorável a permanência das disputas no sul do País. "Porto Alegre sempre apoiou a seleção e o Brasil sempre se deu bem lá. Acho que esta foi uma decisão acertada do presidente (da CBF, Ricardo Teixeira)", disse. Convocação - Lopes antecipou o jogador que pode ser o novo integrante da lista de Scolari, nas próximas convocações: Ronaldinho Gaúcho. O coordenador técnico festejou a liberação provisória da Fifa, permitindo que o atleta jogue pelo Paris Saint-German, da França, enquanto a disputa jurídica sobre sua transferência do Grêmio não é resolvida. Além do retorno de Ronaldinho aos gramados, Lopes ainda elogiou o início do Campeonato Brasileiro e os confrontos já realizados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.