CBF nega luta pela Copa América e amistoso com a África do Sul

Entidade teme entrar em litígio com a Associação de Futebol Argentiino (AFA); amistoso não é confirmado

Redação,

22 de fevereiro de 2008 | 15h16

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF), declarou, através de um comunicado oficial em seu site, nesta sexta-feira, que não pretende entrar na briga com a Argentina para sediar a Copa América de 2011.Veja também: Brasil, atração nos 90 anos de Mandela CBF negocia para organizar a Copa América de 2011 Segundo o comunicado, o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, diz que respeita o critério adotado pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), que coloca a Argentina como sede da Copa América de 2011. A CBF também diz que não recebeu convite oficial algum para realizar um amistoso diante da África do Sul no dia 20 de agosto deste ano, na cidade de Johannesburgo.Na matéria do O Estado de S. Paulo, divulgada em sua edição desta sexta-feira, a informação de que a CBF entraria na luta para sediar a Copa América de 2011 teria vindo do assessor da presidência palmeirense, Marcelo Solarino. "O Ricardo Teixeira ficou muito satisfeito e disse até que gostaria de mudar a Copa América de 2011 para usar nosso estádio como sede", afirmou Solarino, sobre o fato de que o Palmeiras tem um projeto para um novo estádio, que entraria na disputa para sediar jogos da Copa do Mundo de 2014.A Copa América de 2011 serviria como um teste para os estádios que sediarão os jogos da Copa do Mundo de 2014, como a Alemanha fez com a Copa das Confederações, um ano antes da Copa de 2006. Tal idéia,  no entanto, é rechachada pela CBF.Já sobre a partida diante da África do Sul, a partida seria para comemorar os 90 anos do líder sul-africano Nelson Mandela. Atualizado às 16h58 para correção de informação

Tudo o que sabemos sobre:
CBFNelson MandelaCopa América

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.