CBF nega ter liberado Ronaldo na Copa

A assessoria da Seleção Brasileira disse nesta terça-feira que a CBF não liberou nenhum atleta da disputa da Copa das Confederações, que será em junho, na Alemanha. Foi uma resposta clara a uma nota divulgada no site oficial do Real Madrid na internet, dando conta de existir um "acordo" para a liberação de Ronaldo.O técnico Carlos Alberto Parreira afirmou que espera contar com seus melhores jogadores na Copa das Confederações. Mas ao afirmar que usará essa competição para "fazer testes" e que "o objetivo principal ainda são as Eliminatórias", Parreira deixou claro que ainda existe a possibilidade de liberar Ronaldo.Na Espanha, comenta-se também que o Barcelona vá pedir para que Ronaldinho Gaúcho seja liberado. Na mesma época em que a Copa das Confederações será disputada, o Barça estará excursionando no Japão. E já há até um acordo do Barcelona com os organizadores japoneses da excursão: se Ronaldinho Gaúcho estiver presente, o Barça recebe mais dinheiro.Comunicado - Em um comunicado oficial em seu site na internet, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) negou na tarde desta terça-feira que tenha liberado algum jogador do compromisso de disputar a Copa das Confederações, na Alemanha, entre os dias 15 e 29 de junho. O desmentido da entidade ocorreu porque, no domingo, o Real Madrid informou em sua página na internet que o atacante Ronaldo já havia sido dispensado do torneio pela comissão técnica da seleção brasileira.No documento, a CBF explicou que tem o direito de convocar os jogadores que desejar para a Copa das Confederações. E, ao final, ressaltou que a comissão técnica da seleção e o presidente da entidade Ricardo Teixeira ainda não se reuniram para decidirem sobre o assunto.Eis a íntegra da nota: "A diretoria da CBF comunica que não vai liberar quaisquer jogadores para a disputa da Copa das Confederações, que será realizada de 15 a 29 de junho, na Alemanha. Reitera, igualmente, que por se tratar de uma competição oficial, organizada pela FIFA, tem o direito de convocar os jogadores que forem relacionados pela comissão técnica. No momento oportuno, o presidente Ricardo Teixeira vai reunir-se com os integrantes da comissão técnica da Seleção Brasileira para tratar do assunto."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.