Pedro Martins/MoWa Press
Pedro Martins/MoWa Press

CBF oferece assessoria jurídica a Neymar após acusação de estupro

Segundo o coordenador Edu Gaspar, a intenção é "resolver o caso o mais rápido possível"

Marcio Dolzan, Estadão Conteúdo

03 de junho de 2019 | 13h42

Em silêncio desde que a acusação de estupro contra o atacante Neymar veio à tona, no sábado, a CBF ofereceu assessoria jurídica ao jogador da seleção brasileira. Segundo o coordenador Edu Gaspar, a intenção é "resolver o caso o mais rápido possível e da melhor forma possível". O dirigente disse ainda que foi orientado a ficar "100% à disposição" no que se referir a esse caso.

Edu afirmou não ter visto na íntegra o vídeo de quase sete minutos publicado por Neymar no fim da noite de sábado - e que foi retirado do ar na madrugada desta segunda, menos de um dia depois de a Polícia Civil fazer as primeiras diligências para averiguar possível crime de divulgação de imagens íntimas sem consentimento das partes envolvidas.

"Não vi todo o conteúdo, sinceramente", declarou Edu. "A primeira coisa que fiz quando soube foi buscar uma assessoria jurídica junto à CBF. A ideia central é me ajudar nas decisões, obviamente por não entender todos os processos perante delegado e juiz."

Segundo Edu, foi pedido ao staff de Neymar para manter contato com a assessoria jurídica disponibilizada pela CBF. O coordenador não quis - ou não soube informar - se um eventual depoimento do atacante à polícia será feito numa delegacia ou no ambiente da seleção. "A sugestão que me enviaram é estar o mais disponível possível, estar ao lado, estar à disposição 100%", desconversou Edu.

No último sábado, veio a público um B.O. registrado por uma mulher em São Paulo. Ela acusa Neymar de estupro sofrido em Paris, para onde viajou a convite do próprio jogador, no mês passado. No B.O., ela afirmou que Neymar estava aparentemente embriagado, e após conversarem e trocarem carícias no hotel onde ela estava hospedada, o jogador se tornou agressivo e "mediante violência, praticou relação sexual contra a vontade da vítima".

Neste domingo, ainda que com semblante sério, Neymar participou de mais um treino de preparação da seleção brasileira para a Copa América, na Granja Comary, em Teresópolis (RJ). Na quarta-feira, a equipe vai enfrentar o Catar em amistoso no Mané Garrincha, em Brasília.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.