CBF pode cancelar Copa dos Campeões

Nem bem regressou de uma viagem de 10 dias pela Europa, onde participou de reuniões do Comitê Executivo da Fifa, em Zurique, na Suíça, o presidente da Confederação Brasileira de Futebol(CBF), Ricardo Teixeira se deparou com novos problemas no futebol brasileiro, em decorrência do racionamento de energia elétrica determinado pelo Governo Federal. Segundo Teixeira, a CBF poderá cancelar a Copa dos Campeões, competição de 23 de junho a 11 de julho, em João Pessoa/PB e Maceió/AL, se não houver como remanejar alguns jogos ou instalar geradores próprios nos estádios onde estão previstos jogos à noite. "A proibição governamental nos pegou de surpresa. A CBF irá colaborar, porque o futebol está diretamente envolvido. Vamos fazer nossa parte, mas não será uma operação simples", disse. Ele não descarta a possibilidade de levar a Copa dos Campeões para outras regiões brasileiras não incluídas na crise de energia elétrica. Sobre o ponto eletrônico, utilizado pelo técnico Wanderley Luxemburgo e os jogadores Maurício e Ricardinho, do Corinthians, na segunda partida das semifinais do campeonato paulista contra o Santos, e proibido semana passada pela Comissão Nacional de Arbitragem, Ricardo Teixeira acha que a Fifa responderá negativamente sobre a consulta feita pela CBF. "A Fifa é muito exigente. Não autorizará o ponto eletrônico, da mesma forma que proibiu o calção de frio por baixo do calção oficial e o uso da bandana na cabeça", acredita Teixeira. Quanto a perda da liderança do ranking da Fifa, Teixeira irritado, saiu-se com essa: "Quando ficamos mais de sete anos em primeiro lugar, ninguém queria saber minha opinião".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.