Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

CBF quer organizar campeonato feminino

As meninas campeãs do futebol no Pan-Americano de São Domingos receberam homenagem nesta segunda-feira da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), com um almoço numa churrascaria da Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. Elas chegaram tímidas, com a medalha de ouro no peito, foram apresentadas aos dirigentes da entidade e aos poucos se desinibiram. Isto ficou evidente com a chegada de Carlos Alberto Parreira e de Zagallo. Todas quiseram posar para fotos ao lado da dupla. ?O Parreira é um amor de pessoa", comentou a atacante Formiga, rodeada de colegas e que também levava sua máquina fotográfica. ?No futebol feminino, quem ganha R$ 1 mil por mês é milionária", disse a atleta, depois de fazer uma análise sobre a situação precária do esporte no Brasil. Mais assediada por todos, a autora do gol do título, Cristiane, foi outra que abordou com tom crítico a falta de apoio ao futebol feminino no País. ?Não tem valor nenhum; não tem ajuda de ninguém. Às vezes, a gente joga de graça." Ela, porém, disse acreditar que o título pode representar alguma mudança. ?Esperança não nos falta." Para o diretor de Futebol Feminino da CBF, Luiz Miguel, o esporte tem crescido bastante no mundo, notadamente nos Estados Unidos. ?Fizemos três amistosos recentemente lá e o público médio era de 20 mil pessoas no estádio." A CBF estuda a possibilidade de organizar em 2004 um campeonato regionalizado de futebol feminino.

Agencia Estado,

18 de agosto de 2003 | 20h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.