CBF recua para ter atletas em torneio

Diante da forte pressão dos clubes, a CBF deve liberar os jogadores convocados para a Copa das Confederações, que estiverem jogando finais de campeonatos regionais, de participarem do amistoso contra o Verdy Tokio, no dia 26. Desta forma, esses atletas só se apresentariam depois do dia 27, quando está marcada a segunda partida da final do Campeonato Carioca. Vasco, Flamengo, Santos e Corithians devem ser beneficiados pela medida, caso tenham jogadores chamados.Hoje, o presidente do Vasco, Eurico Miranda, foi a sede da CBF, onde se reuniu com o presidente da entidade, Ricardo Teixeira. Durante cerca de três horas, eles estiveram conversando porque Eurico quer garantir a presença dos vascaínos na final do Carioca, para a qual o time está praticamente classificado. Juninho Paulista, Romário e Euller são nomes certos na próxima convocação. Já os rubro-negros Edílson e Juan estão cotados.Ao final do encontro, Eurico não quis dar entrevistas: informou que o coordenador Antônio Lopes falaria sobre o assunto. Lopes, que esteve na entidade, não participou da reunião. "A diretoria deve me passar alguma coisa depois", disse. Ele lembrou que uma das suas funções é intermediar a relação entre o técnico Emerson Leão e Texeira.Antes de divulgar a lista de convocação, a comissão técnica pretende esperar a definição das fases finais do Campeonatos Carioca e Paulista."Vamos ver se o Vasco se classifica e quem vai sobrar de Corinthians e Santos", explicou Lopes. Na quinta-feira, ele afirmou que a convocação será anunciada até o dia 16.Antes disso, na segunda-feira, Lopes vai se encontrar com Leão na sede da CBF e, assim, acertar os últimos detalhes em relação à Copa das Confederações. Há algum tempo o treinador não aparece na sede da entidade, ao contrário de seus antecessores. Mais uma vez, o coordenador, com uma série de negativas, fez questão de desmentir as notícias de que vem tendo problemas de relacionamento com o treinador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.