Bruno Cantini/Divulgação
Bruno Cantini/Divulgação

CBF remarca jogos do Campeonato Brasileiro e sofre críticas de clubes

Santos, Internacional, Atlético-MG e São Paulo precisam fazer 'maratona' de jogos

AE, Agência Estado

20 de agosto de 2013 | 18h35

SÃO PAULO - Tendo em vista a realização das rodadas atrasadas do Campeonato Brasileiro, a CBF remarcou algumas partidas em datas que atrapalharão o preparo dos clubes envolvidos. Santos, Internacional, Atlético-MG e São Paulo terão de enfrentar uma verdadeira maratona de jogos em curto espaço de tempo, sendo que o último já procura alternativas para oferecer à entidade máxima do futebol nacional.

SÃO PAULO

Se o calendário da CBF for mantido, o time paulista inicia sua série enfrentando o Botafogo no dia 1º de setembro (domingo) no Maracanã. Na terça, está marcado o compromisso contra o Náutico (adiado da décima rodada) na Arena Pernambuco e, dois dias depois, a equipe volta ao Morumbi para enfrentar o Criciúma.

O São Paulo teve alguns jogos adiantados para poder disputar a Copa Suruga contra o Kashima Antlers. A partida é oficial da Conmebol e o clube aproveitou os dias de folga para participar de competições amistosas na Europa, por isso não acha justo ser penalizado pela sequência de partidas em um momento que luta contra o rebaixamento - o time é o vice-lanterna, com 11 pontos.

ATLÉTICO-MG

O jogo contra a Ponte Preta, válido pela oitava rodada, havia sido adiado por causa da Copa Libertadores. Remarcado para o dia 10 de setembro, às 21 horas, no Estádio Independência, o duelo fará com que o Atlético-MG dispute dois jogos em apenas 48 horas - o time mineiro vai encarar o Coritiba no dia 12 pelo 20ª rodada. Além disso, serão quatro partidas em somente nove dias, todas pelo Campeonato Brasileiro. Além dos duelos com Ponte e Coritiba, o Atlético-MG vai enfrentar, nesse período, o Vitória, em 7 de setembro, no Barradão, e o Grêmio, em Porto Alegre, no dia 15.

SANTOS E INTER

Os dois times se enfrentariam no dia 31 de julho, mas a partida teve de ser adiada. A CBF decidiu remarcar o jogo para o dia 9 de setembro, uma segunda-feira, data incomum no calendário da competição.

Ao remarcar este confronto, a CBF também reagendou a partida que o Santos faria contra o Goiás, em 8 de setembro, para o dia anterior, às 18h30, na Vila Belmiro, pela 19.ª rodada do Brasileirão, a última do primeiro turno da competição. E, no mesmo feriado de 7 de setembro, a equipe colorada enfrentará a Ponte Preta, às 16 horas, no Moisés Lucarelli, em Campinas.

Inicialmente, este duelo no interior paulista estava previsto para começar às 18h30 do dia 7. A CBF justificou esta mudança de horário dizendo que a mesma serviu para possibilitar o retorno do Inter para Porto Alegre logo após o jogo, antecipado em duas horas e meia.

Ou seja, Santos e Inter terão de disputar duas partidas em um intervalo de apenas 48 horas, depois de o confronto entre os dois times ter sido adiado por causa da participação da equipe santista na final do Troféu Joan Gamper, torneio amistoso no qual foi humilhado pelo Barcelona ao ser goleado por 8 a 0, no último dia 2 de agosto, no Camp Nou.

Para completar a desgastante maratona de jogos, santistas e colorados ainda precisarão atuar novamente no meio de semana pela 20.ª rodada do Brasileirão.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.