CBF repara erro e convida Paraná

O Bandeirantes do Distrito Federal desistiu de participar da Copa do Brasil e, com isso, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) conseguiu reparar um erro e convidou o Paraná Clube para a disputa da competição. A atitude do Bandeirantes deixou claro mais uma vez a falta de critério da CBF na escolha dos 64 clubes integrantes do torneio: o representante brasiliense profissionalizou seu futebol há apenas quatro anos e tem estrutura precária. Ainda assim, foi escolhido para atender interesses políticos da CBF, alijando clubes tradicionais, como Paraná, Botafogo-SP, Avaí-SC, América-RJ e Bangu.O presidente do Bandeirantes, o empresário do ramo de mineração Carlos Andrade, disse à Agência Estado, por telefone, que conversou com o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, a quem expôs os problemas de sua equipe."Podíamos correr o risco de levar uma goleada, nosso plantel é muito novo e sem experiência", explicou Andrade. Ele garantiu ter feito acordo com Teixeira para que o Bandeirantes volte a Copa do Brasil em 2002. "O presidente foi bastante solícito e assegurou que uma das vagas de Brasília será nossa." A troca entre Bandeirantes e Paraná veio em boa hora para a CBF.Dirigentes do clube paranaense estavam inconformados com a exclusão da equipe da Copa do Brasil, assim como o presidente da Federação de Futebol do Paraná, Onaireves Moura, que reivindicava a presença também do Londrina na competição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.