CBF se retrata e diz estar satisfeita com África do Sul

Motivo: críticas do chefe da delegação à vida no país - 'Não penso em trazer minha família para a Copa'

EFE

24 de junho de 2009 | 10h52

JOHANNESBURGO - A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) elogiou as condições que a delegação teve para trabalhar na Copa das Confederações na África do Sul, em um comunicado tornado público um dia depois de o chefe da delegação criticar as condições do país que será sede da Copa de 2010.

Na terça-feira, o chefe da delegação brasileira, Antonio Carlos Nunes de Lima, disse à imprensa que se a Copa das Confederações é um teste para a Copa do Mundo, a África do Sul não passou.

"Não penso em trazer minha família para a Copa. Se em 2010 vierem centenas de milhares de turistas, como vão comemorar as vitórias à noite em um país em que parece que às 6 horas da tarde já há um toque de recolher?", afirmou.

Nesta quarta-feira, a CBF emitiu um comunicado em que diz que a delegação ficou muito bem instalada nas três cidades da África do Sul - Bloemfontein, Pretória e Johannesburgo - em que permaneceu concentrada até o momento.

A nota afirma também que tanto os jogadores como a comissão técnica estão muito satisfeitos com as condições que encontraram no país e com o carinho dado pelos torcedores.

A CBF lembra no comunicado que jogadores como Kaká já tornaram pública sua satisfação quando estava em Bloemfontein pela atmosfera que cercava a equipe.

Também foi lembrado no texto que Dunga elogiou os campos de treinamentos pelos quais o Brasil passou, segundo o técnico muito melhores que os de alguns clubes grandes do Brasil.

"A paixão do povo sul-africano pelo futebol é outro dos aspectos a levar em conta para garantir uma excelente Copa do Mundo em 2010. O futebol é o esporte mais popular entre a população negra que, é maioria absoluta no país e desperta um entusiasmo similar ao que há em outros lugares em que o futebol também é muito popular", diz o comunicado.

Para a CBF, as dificuldades que aparecem podem ser corrigidas "com boa vontade e empenho", e os sul-africanos "estão motivados para fazer uma grande Copa".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.