CBF tem estratégia para trazer Kaká

Enquanto o Milan mantém em seu site uma nota sobre suposta decisão favorável da Fifa a respeito de sua intenção de não liberar o meia Kaká para a disputa do Torneio Pré-Olímpico, a estratégia da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) é a de barganhar de todas as maneiras para ter o atleta, durante a competição chilena, entre os dias 7 e 25 de janeiro. Enquanto a briga política nos bastidores se acirra, o jogador procurou manter distância do problema, dizendo não se posicionar sobre o assunto. Como em 2004 a seleção brasileira terá vários compromissos, os dirigentes da CBF tentam conseguir a liberação de Kaká para o Pré-Olímpico e, em troca, o jogador poderia ser dispensado, por exemplo, da Copa América do Peru, prevista para ocorrer entre os dias 6 e 25 de julho. Até mesmo a não-convocação do meia para a partida contra o Paraguai, dia 30 de março, pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2006, está em pauta, já que no dia 28 de março, o Milan atua contra o Chievo, pelo Campeonato Italiano. Mas, o principal problema para a CBF é, que com Kaká no Pré-Olímpico, o meia deixaria de participar de quatro jogos do Campeonato Italiano, entre eles, o clássico no dia 6 de janeiro, contra a Roma, que hoje lidera a competição com o mesmo número de pontos que o Milan, 30. Outro problema é que caso o time de Milão se classifique à próxima fase da Copa da Itália, os jogos estão previstos para os dias 14 e 21 de janeiro, sendo os romanos os prováveis adversários. O empresário de Kaká, Wagner Ribeiro, explicou que ao mesmo tempo em que deseja servir à seleção, o jogador também quer atuar pelo Milan, principalmente, porque vem conseguindo bons desempenhos e está em lua-de-mel com o clube italiano. Por isso, o craque optou por não se posicionar sobre o assunto. A previsão é a de que Kaká chegue ao Brasil no dia 22 para passar às festas de final de ano com a família. A apresentação dos jogadores que atuam por clubes estrangeiros ao técnico da seleção sub-23, Ricardo Gomes, está prevista para o dia 26, na Granja Comary, em Teresópolis. A viagem ao Chile ocorrerá no dia 2 de janeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.