AP
AP

Cea, 'El Empatador Olímpico', confirma o faro de gol no título de 1930

Atacante fez cinco gols na Copa do Mundo, sendo decisivo na virada diante da Argentina na decisão

Wilson Baldini Jr., O Estado de S.Paulo

11 Maio 2018 | 03h00

Com 30 anos, idade em que um jogador já era considerado veterano naquela época, José Pedro Cea só disputou o primeiro Mundial da história pela persistência. O atacante realizou um rigoroso treinamento individual e, com isso, conseguiu ser importante na conquista do Uruguai.

Confira a página especial sobre a Copa do Mundo de 2018

INFOGRÁFICO - Brasil, a camisa mais pesada do futebol mundial

ESPECIAL - 15 anos do Penta, nossa última conquista

Apesar das críticas logo após o primeiro jogo - vitória por 1 a 0 sobre o Peru -, Cea foi fundamental na vitória por 6 a 1 diante da Iugoslávia, na semifinal, quando fez três gols. Ele também participou de três dos quatro gols no triunfo contra a Argentina por 4 a 2, de virada, na final. 

Cea foi o único jogador presente em todos os jogos nas conquistas olímpicas (1924 e 1928) e no Mundial de 1930. Ele também ostenta o fato de ter feito gols nas três finais.  Ao lado dos húngaros Zoltán Czibor e Ferenc Puskás, o atacante é o único jogador a marcar gol tanto em final da Copa do Mundo como em final de Olimpíada.

Cea jogou pela última vez pelo Uruguai em 4 de dezembro de 1932, em derrota por 2 a 1 para o Brasil, em Montevidéu, pela Copa Rio Branco.

CAMPANHA DO URUGUAI

1 a 0  - Peru

4 a 0 - Romênia

6 a 1 - Iugoslávia

4 a 0 - Argentina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.