Ceará cede empate ao Paysandu e abre campanha com vaias da torcida no Castelão

Sob protestos da torcida, o Ceará deixou o gramado neste sábado à tarde, na Arena Castelão, com um empate amargo diante do Paysandu por 2 a 2, logo na estreia da Série B do Campeonato Brasileiro. Em campo, Rafael Costa e Serginho balançaram as redes abrindo dois gols de vantagem para o time da casa, mas o meia Lucas também fez duas vezes para os visitantes.

Estadão Conteúdo

14 de maio de 2016 | 18h50

Campeão paraense e da Copa Verde nos últimos dias, o Paysandu entrou em campo mais leve, com o time considerado reserva, sem o peso de precisar conquistar um bom resultado logo no primeiro confronto. Enquanto isso, a situação era completamente oposta no Ceará. Eliminado na primeira fase do Estadual e nas quartas da Copa do Nordeste, o clube jogou para fazer as pazes com a torcida.

Mesmo atuando longe dos seus domínios, os visitantes não pouparam esforços para balançar as redes ainda no primeiro tempo. O Ceará teve mais volume de jogo, mas não foi bem nas finalizações.

E, quando a bola rolou no segundo tempo, mudou completamente o andamento da partida. Logo no primeiro minuto, o lateral Tiago Cametá arremessou um lateral dentro da área, Rafael Costa ganhou no alto da defesa e cabeceou para Serginho, que entrou em velocidade e bateu na saída do goleiro Emerson. Pouco tempo depois, aos três, o próprio Rafael Costa recebeu dentro da área e finalizou rasteiro, sem nenhuma chance para o adversário.

Com a vantagem no placar, o Ceará relaxou em campo e deu mais espaço para o Paysandu trabalhar no setor ofensivo. Saindo do banco de reservas, o meia Bruno Smith entrou no lugar de Raphael Luz para receber aberto na direita e cruzar na cabeça de Lucas. O volante apareceu no segundo pau só para testar no contrapé do goleiro Éverson, aos 29 minutos.

Sem fôlego para correr atrás do adversário, o Ceará passou a ser coadjuvantes nos minutos finais do jogo. Depois de explorar muito o lado direito do ataque, o Paysandu empatou o confronto aos 44 minutos novamente com o meia Lucas. Depois de um bate-rebate na grande área, a bola sobrou para o jogador, que se aproveitou de uma bobeira do adversário para tocar.

Os times só voltam a campo no próximo sábado, pela segunda rodada da Série B. O Paysandu recebe o Oeste no estádio Mangueirão, às 16 horas de Belém, enquanto o Ceará viaja para Alagoas enfrentar o CRB no estádio Rei Pelé, às 16h30.

FICHA TÉCNICA

CEARÁ 2 x 2 PAYSANDU

CEARÁ - Éverson; Tiago Cametá, Antônio Carlos (Ewerton Páscoa), Sandro e Thallyson; Marino (Ricardinho), Richardson, Felipe e Serginho (Tomas Bastos); Assisinho e Rafael Costa. Técnico - Sérgio Soares.

PAYSANDU - Emerson; Roniery, Gualberto, Fernando Lombardi e João Lucas; Rodrigo Andrade, Lucas, Paulinho, Raphael Luz (Bruno Smith) e Rafael Costa (Jhonnatan); Alexandro (Wanderson). Técnico - Dado Cavalcanti.

GOLS - Serginho, no primeiro minuto, Rafael Costa, aos três minutos, e Lucas, aos 29 e aos 44 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Emerson Luiz Sobral (PE).

CARTÕES AMARELOS - Thallyson e Marino (Ceará); Rafael Costa e Rodrigo Andrade (Paysandu).

PÚBLICO - 13.355 pagantes (14.305 total).

RENDA - R$ 177.989,00.

LOCAL - Arena Castelão, em Fortaleza (CE).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.