Ceará diz que Cruzeiro busca ritmo de jogo no Mineiro

A decisão do técnico Marcelo Oliveira de utilizar a força máxima do Cruzeiro nos jogos do Campeonato Mineiro que antecedem a estreia do time na Copa Libertadores foi aprovada pelos jogadores. O lateral-direito Ceará avaliou que as próximas três partidas no torneio estadual serão fundamentais para o time adquirir o ritmo de jogo ideal para o duelo com o Real Garcilaso, do Peru, no dia 12 de fevereiro, fora de casa.

AE, Agência Estado

29 de janeiro de 2014 | 14h36

"O ritmo virá no decorrer das partidas. Esses outros três jogos que antecedem a estreia na Libertadores (contra Caldense, Villa Nova e América-MG) certamente nos concederão um pouco mais de ritmo. Porém, antes, temos esses três jogos para vencermos, o primeiro deles a Caldense e nada melhor do que nos prepararmos com vitórias", afirmou.

Ceará, porém, destacou que os próximos jogos, a começar pela partida de sábado com o Caldense, podem até ser preparatórios para a Libertadores, mas não serão fáceis para o Cruzeiro. Assim, ele garantiu que o time será intenso nesses jogos.

"Obstáculos maiores sempre são os adversários. Não existe jogo ganho antes de efetuar a partida. Temos de encarar todos como dificílimos e nos doar ao máximo. Continuar jogando da maneira como temos jogado", contou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.