Ceará e Atlético-PR ficam no empate em Fortaleza

Com o 1 a 1, o time cearense se garantiu na Copa Sul-Americana e a equipe paranaense deu adeus às chances de se classificar para a próxima Libertadores

CARMEN POMPEU, Agência Estado

28 de novembro de 2010 | 19h29

Ceará e Atlético-PR ficaram no empate de 1 a 1, neste domingo, no Estádio Castelão, em Fortaleza. Com o resultado, o time cearense se garantiu na Copa Sul-Americana de 2011, com 47 pontos, e a equipe paranaense deu adeus às chances de se classificar para a próxima edição da Libertadores, agora com 57 pontos.

Veja também:

BRASILEIRÃO - tabela Classificação listaResultados

especial Simulador do Brasileirão

Os dois gols do jogo foram marcados no primeiro tempo. Na etapa final, mesmo com um jogador a mais em campo - Diego Sacoman foi expulso no time do Ceará -, o Atlético-PR não soube aproveitar a vantagem e amargou o empate fora de casa.

O jogo deste domingo começou sob um sol escaldante de 36ºC. Os dois times se pouparam até os 10 minutos, quando o Atlético-PR resolveu tomar a iniciativa, assustando a zaga adversária. Enquanto isso, o Ceará apostava nos contra-ataques, mas sem levar perigo ao goleiro Neto.

A primeira grande chance atleticana foi aos 28 minutos, quando Maikon Leite acertou a trave. Mas o gol saiu apenas aos 36: Paulinho cobrou falta para Rafael Santos cabecear entre os zagueiros adversários e fazer 1 a 0. A torcida do Ceará incentivou o time rumo ao empate, que aconteceu aos 43, com Magno Alves.

Para o segundo tempo, os dois times voltaram sem alteração, mas o zagueiro Diego Sacoman cometeu falta logo no primeiro minuto, levando o segundo cartão amarelo e sendo expulso de campo. Assim, o atacante Marcelo Nicácio foi sacrificado para entrada de Camilo, que recompôs a defesa do Ceará.

Mesmo com um jogador a menos, o Ceará se aventurou no ataque, obrigando Neto fazer grandes defesas. Aos 28 minutos, por exemplo, Magno Alves quase marcou, mas Manoel salvou em cima da linha. O Atlético só acordou com substituição de Wagner Diniz por Marcelo, mas não furou o bloqueio adversário.

O time cearense ainda terminou a partida com nove jogadores, uma vez que Careca se machucou aos 44 minutos e o treinador Dimas Filgueiras já tinha feito as três substituições. Mesmo assim, o placar não foi mais alterado.

CEARÁ - 1 - Michel Alves; Fabrício, Diego Sacoman e Erivélton; Boiadeiro (Luizinho), Michel, Careca, Geraldo e Eusébio (Reina); Magno Alves e Marcelo Nicácio (Camilo). Técnico: Dimas Filgueiras.

ATLÉTICO-PR - 1 - Neto; Wagner Diniz (Marcelo), Manoel, Rafael Santos e Paulinho; Deivid (Clayton), Vitor (Netinho) e Branquinho; Guerrón, Bruno Mineiro e Maikon Leite. Técnico: Sérgio Soares.

Gols - Rafael Santos, aos 36, e Magno Alves, aos 43 minutos do primeiro tempo; Árbitro - Luiz Flávio de Oliveira (Fifa/SP); Cartão amarelo - Diego Sacoman, Geraldo, Guerrón e Deivid; Cartão vermelho - Diego Sacoman; Renda e público - Não disponíveis; Local - Estádio Castelão, em Fortaleza.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.