Ceará e Santa Cruz empatam e seguem na zona da degola da Série B do Brasileiro

Quando dois times em má fase se enfrentam, o empate acaba prevalecendo. Na tarde deste sábado, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, Ceará e Santa Cruz empataram por 3 a 3, na Arena castelão, em Fortaleza. O time da casa atuou quase toda a partida com dez jogadores e empatou nos acréscimos. Com o resultado, ambos seguem na zona de rebaixamento. O Ceará é o 19.º colocado, com cinco pontos. Já o Santa Cruz tem um ponto a mais, em 18.º lugar. Só estão na frente do lanterna Mogi Mirim, com três pontos.

Estadão Conteúdo

20 de junho de 2015 | 18h57

De volta ao campo da Arena Castelão depois de mais de quatro meses, o Ceará não sentiu muita diferença com o tamanho e estilo do gramado e foi para cima logo de início. A resposta do Santa Cruz veio com o gol. Aos 24 minutos, Nathan recebeu livre dentro da área e foi derrubado com um carrinho do goleiro Tiago Campagnaro. O árbitro não só marcou o pênalti, como expulsou o goleiro do time da casa. Na cobrança, Anderson Aquino chutou no alto e marcou, aos 25 minutos.

Mesmo com um jogador a menos, o Ceará foi para cima e conseguiu empatar ainda no primeiro tempo. Após bobeira da defesa do time pernambucano, Roger Gaúcho completou cruzamento de Marinho e balançou as redes aos 31 minutos.

Com um jogador a mais, o Santa Cruz foi para cima no segundo tempo e logo aos cinco minutos Anderson Aquino completou um cruzamento de Nininho para dentro do gol. O camisa 9, porém, estava em posição irregular e o árbitro anulou. O mesmo atacante marcaria o segundo gol do time pernambucano. Aos 20 minutos, João Paulo cobrou a falta para dentro da área e, de cabeça, o centroavante deslocou o goleiro Luís Carlos e ampliou.

O Ceará conseguiu o empate em um pênalti muito polêmico. Fabinho tentou um voleio dentro da área e a bola bateu na barriga de Nininho. O árbitro viu pênalti e na cobrança Marinho não desperdiçou, aos 30 minutos.

Ao final da partida, porém, o Santa Cruz fez valer o jogador a mais e marcou um gol com Waldison, aos 45 minutos, de carrinho, para completar um cruzamento. O Ceará não desistiu e empatou aos 47 minutos, em um chute de fora da área de Marinho.

Pela nona rodada, o Ceará volta a campo contra o Oeste, na sexta-feira, às 21 horas, no estádio José Liberatti, em Osasco. Do outro lado, o Santa Cruz recebe o Sampaio Corrêa, no Arruda, em Recife, no sábado, às 16h30.

FICHA TÉCNICA

CEARÁ 3 X 3 SANTA CRUZ

CEARÁ - Tiago Campagnaro; Buiú, Gilvan, Charles e Fernandinho; Baraka, Uillian Correia, Ricardinho (Siloé) e Roger Gaúcho (Fabinho); Marinho e Vinícius (Luís Carlos). Técnico: Silas Pereira.

SANTA CRUZ - Fred; Nininho, Alemão, Danny Morais e Lúcio; Wellington Cézar, Bruninho, Renatinho (Luisinho) e João Paulo; Nathan (Bileu) e Anderson Aquino (Waldison). Técnico: Marcelo Martelotte.

GOLS - Anderson Aquino, de pênalti, aos 25, e Roger Gaúcho, aos 31 minutos do primeiro tempo; Anderson Aquino, aos 20, Marinho, de pênalti, aos 30, e aos 47, e Waldison, aos 45 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Marinho, Uillian Correia e Fernandinho (Ceará); Danny Morais, Alemão, Wellington Cézar e Nathan (Santa Cruz).

CARTÃO VERMELHO - Tiago Campagnaro (Ceará).

ÁRBITRO - Wasley do Couto Leão (PA)

RENDA - R$ 67.853,00.

PÚBLICO - 6.934 pagantes.

LOCAL - Arena Castelão, em Fortaleza (CE).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie BCearáSanta Cruz

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.