CBF
CBF

Ceará, Fortaleza, Bahia e Vitória despontam como favoritos ao título da Copa do Nordeste

Equipes cearenses e baianas terminaram no topo de seus grupos e podem manter hegemonia dos últimos dois anos

Redação, O Estado de S.Paulo

11 de abril de 2021 | 19h41

A Copa do Nordeste encerrou neste sábado a oitava e derradeira rodada da primeira fase da competição. No Grupo A, Ceará, Bahia, CRB e Sampaio Corrêa garantiram vaga nas quartas de final, enquanto pelo Grupo B, os classificados foram Fortaleza, Vitória, Altos e CSA. A decepção ficou por conta das principais equipes pernambucanas, que ficaram nas últimas posições da tabela.

Os confrontos da próxima fase foram definidos de acordo com a classificação da fase de grupos, em que equipes do Grupo A enfrentaram times do Grupo B. Nas quartas de final, os duelos serão dentro dos grupos. Enfrentam-se primeiro e quarto colocados do A, assim como o segundo enfrentará o terceiro. O mesmo ocorre com o outro grupo.

Assim, os confrontos serão: Ceará x Sampaio Corrêa, Vitória x Altos, Fortaleza x CSA e Bahia x CRB. Os semifinalistas serão definidos em jogo único na casa do melhor classificado. O mesmo acontece na próxima fase. A final será decidida em jogos de ida e volta. 

Entre os classificados, Ceará e Fortaleza buscam manter a hegemonia do estado na competição. As duas equipes conquistaram os dois últimos torneios. Desde a retomada ininterrupta da competição em 2013, cinco estados foram representados com a taça. Cearenses conquistaram três títulos; pernambucanos, dois; paraibanos, baianos e maranhenses, um.

O Bahia quer se livrar da sina de vice. Em suas últimas quatro finais da Copa do Nordeste, perdeu três. Um título pode dar vida nova à equipe tricolor após o desempenho abaixo do esperado na última Série A do Brasileirão. Vitória, CSA, CRB e Sampaio Corrêa são os representantes da Série B no torneio. Enquanto o Altos, do Piauí, é tido como surpresa, apesar do acesso à Série C conquistado em 2020.

As grandes decepções do torneio foram as equipes pernambucanas. Santa Cruz e Sport foram lanternas de seus respectivos grupos. O Salgueiro teve desempenho um pouco melhor e terminou na sexta posição do Grupo B. O time tricolor somou apenas três pontos, oriundos de sua única vitória na competição, sobre o Fortaleza, por 1 a 0.

Já a equipe da Ilha do Retiro fez seis pontos, conquistando uma vitória (sobre o rival Santa Cruz) e três empates. O mau desempenho na competição custou inclusive o emprego do técnico Jair Ventura, que foi responsável por livrar a equipe do rebaixamento na Série A de 2020.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.