Felipe Santos/ Ceará
Felipe Santos/ Ceará

Ceará relata 17 casos de contaminação do coronavírus, incluindo nove jogadores do time principal

Ao todo, 13 atletas do clube foram afastados das atividades; quatro estão com suspeita de ter pego o vírus

Redação, Estadao Conteudo

04 de junho de 2020 | 17h34

O Ceará é mais um clube brasileiro a relatar casos de covid-19. O time testou jogadores e demais funcionários e revelou 17 exames com resultados positivos, nove deles sendo de atletas do elenco principal. Os nomes, no entanto, não foram divulgados. Ao todo, 13 jogadores foram afastados das atividades. Eles permanecerão em quarentena. Além dos nove que testaram positivo, outros quatro têm suspeita de contato com o vírus e também permanecem em isolamento.

Esses jogadores permaneceram afastados pelos próximos 14 dias, com acompanhamento do departamento médico do clube. O restante do elenco voltou aos treinamentos, liberados pelo governo do Estado do Ceará. "Dos 23 atletas que já treinam em Porangabuçu, dois foram positivados, mas já estão totalmente recuperados e treinam normalmente. Cinco membros da comissão técnica se encaixam na mesma situação e já voltaram às atividades no estádio Vovozão. Dos funcionários testados positivo, sete estão recuperados e três ainda estão isolados. Todos os positivados farão retestes durante o período de reclusão. Conforme legislação, todos os casos positivos foram notificados às autoridades", explicou o Ceará.

Em um primeiro momento, os jogadores farão atividades individuais, visando retomar a forma física. Essa etapa é chamada de Fase 1 dos treinamentos. A Fase 2, com trabalhos com maior proximidade, ainda não tem data para ser iniciada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.