Celsinho está perto do futebol russo

O atacante Celsinho diz que desconhece uma proposta do futebol russo. ?Minha preocupação é defender a Portuguesa no quadrangular?, diz o jogador de 17 anos. Os dirigentes, porém, confirmam uma sondagem do Lokomotiv Moscou. ?A proposta existe e está sendo estudada pelo presidente?, diz Fernando Gomes, diretor de Futebol. Assim, a maior revelação da Portuguesa nos últimos anos pode mudar de ares assim que terminar a Série B. ?Há muitas sondagens, boatos. Clubes brasileiros também estão interessados?, disfarça Gomes. Os russos teriam oferecido US$ 7 milhões. Sobre a possibilidade de jogar na Rússia, Celsinho admite que Vágner Love é um exemplo. ?Ele não se adaptou lá e esse é um dado que deve ser considerado, mas isso não significa que eu não consiga me adaptar. Não tem nada a ver?, fala o atacante. Sua mãe é quem cuida das negociações. ?Mas eu que darei a última palavra na transação?, afirma. O técnico Giba acompanha e tenta ?de longe? tirar as dúvidas de Celsinho. ?Ele é um jogador que ainda tem muito a evoluir. Temos trabalhado o jogador com cuidado. Ele cresceu muito na seleção Sub-17?, elogia. ?Se ele sentir que deve ir embora, não deve ter dúvidas?. A seleção, concorda Celsinho, foi importante para lhe dar projeção internacional. ?E eu acho que meu trabalho aqui na Portuguesa também está ajudando?, acrescenta o jogador, que não gosta quando é comparado com o meia Ronaldinho Gaúcho, do Barcelona. ?Eu não imito o Ronaldinho dentro do campo. Fora do campo, sim. Mesmo sendo uma estrela do futebol mundial, fora dos gramados é muito humilde. Por isso, chegou onde está agora?, fala Celsinho que, nesta terça, participou de um evento beneficente. ?Todo jogador deve se dar um pouco mais para ajudar quem necessita?.

Agencia Estado,

25 de outubro de 2005 | 20h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.