Celso Roth critica 'preciosismo' do ataque gremista

Após a vitória por 2 a 1 sobre o Aurora, na Bolívia, na noite de quarta-feira, o técnico Celso Roth criticou o desperdício de gols do ataque gremista no jogo válido pela Copa Libertadores. Para o treinador, os atacantes foram "preciosistas", o que evitou um resultado mais "tranquilo".

AE, Agencia Estado

26 de março de 2009 | 17h22

"Valorizamos muito a vitória hoje [quarta-feira] que aconteceu de uma forma muito forte, mas podia ter sido mais tranquila se tivéssemos feito os gols que tivemos oportunidade. Temos que manter o padrão, mas concretizar as oportunidades", avaliou Roth.

O Grêmio começou na frente, com gol de Jonas, e criou outras boas oportunidades, com Alex Mineiro e Souza, para definir o placar ainda na primeira etapa. Sem aproveitar as chances, o time brasileiro sofreu o empate no início do segundo tempo e fechou o jogo com gol de Tcheco, que contou com uma falha do goleiro adversário.

"Temos muita qualidade, mas de vez em quando ficamos com preciosismo. Os próprios jogadores estão se cobrando, mas felizmente conseguimos a vitória e a liderança do grupo, depois duas partidas fora, na altitude, e ainda com um jogador a menos no segundo tempo", destacou o técnico, se referindo ao cartão vermelho recebido por Jonas.

Apesar dos erros no ataque, Roth elogiou o desempenho do conjunto. "O bom disso tudo é ver o Grêmio jogando num padrão altíssimo. Mas só isso não adianta, tem que render assim e ganhar os três pontos. Tivemos intranquilidade num momento do jogo, mas não perdemos a organização".

Mais conteúdo sobre:
futebolGrêmioCelso Roth

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.